Visitas a escola e Apae e balanço do mandato marcaram a agenda no Alegrete

07/07/2018 - Municípios


Senadora Ana Amélia também fez palestra à noite, com salão do Jockey Club lotado

Ana Amélia apresenta ações do mandato para o Alegrete

Nas agendas no Alegrete, neste sábado (07), a educação foi uma das principais pautas da senadora Ana Amélia (Progressistas-RS). A parlamentar começou o roteiro no município com visita à Escola Municipal Marcelo de Freitas Faracco, onde conheceu a quadra esportiva construída com recursos de emenda destinada pelo seu gabinete. 

Em seguida Ana Amélia esteve na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) do Alegrete. A parlamentar renovou seu compromisso em defesa das Apaes, rede que promove o bem-estar e desenvolvimento das pessoas com deficiência. Durante debate do Plano Nacional de Educação no Senado, Ana Amélia apresentou emendas para preservar o trabalho das Apaes na Meta 4, que manteve como escola dedicada às pessoas com deficiência.

A agenda de compromissos no município terminou com encontro com lideranças da comunidade e representantes de entidades. A senadora Ana Amélia fez um balanço do mandato e falou sobre o cenário político. A parlamentar renovou seu compromisso com as demandas locais.

Ela defendeu novamente a mudança na forma de escolha dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o fim do mandato vitalício na Suprema Corte. A parlamentar gaúcha é relatora de um conjunto de propostas de emenda à Constituição (PECs) com esse objetivo. A PEC 44/2012 já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Além do limitar o mandato, a matéria proíbe a recondução de um ministro ao cargo. A partir dessa iniciativa, a escolha de ministro será a partir da elaboração de uma lista tríplice por um colegiado composto pelos presidentes do STF, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), do Tribunal Superior do Trabalho (TST), do Superior Tribunal Militar (STM), do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e ainda pelo procurador-geral da República e pelo defensor público-geral federal.

— Com essas mudanças tiraremos a politização e a partidarização da Suprema Corte — disse.

Ana Amélia disse ainda que a única saída para os problemas enfrentados, atualmente, no Brasil será pela via política, mas para isso, disse a senadora, é preciso que o cidadão exerça o direito do voto.

— É importante que a sociedade tenha a consciência de que se abster ou votar em branco serão decisões lesivas ao Brasil — afirmou.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa



Mais notícias:

20 de mar
Ministro avaliará andamento de pedidos dos municípios afetados pelas enchentes
O Ministério do Desenvolvimento Regional irá avaliar o andamento dos pedidos dos 39 municípios que recorreram à Defesa Civil para recuperar os estragos causados pelas enchentes em janeiro. Em reunião com a bancada federal gaúcha, nesta quarta-feira, o ministro…

12 de mar
Senado aprova PLS que reconhece Lagoa Vermelha (RS) como a Capital do Churrasco
                                                              …

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail