Visita da chanceler alemã Angela Merkel ao Brasil é momento para estreitar relações e ampliar investimentos, destaca Ana Amélia

20/08/2015 - Agricultura


Presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, senadora recepcionou delegação no Senado e participou de almoço com ministros e empresários dos dois países

Visita da chanceler alemã Angela Merkel ao Brasil é momento para estreitar relações e ampliar investimentos, destaca Ana Amélia

A visita da chanceler alemã Angela Merkel ao Brasil, com compromissos na quarta-feira (19) e quinta-feira (20), é momento importante para estreitar relações e ampliar investimentos com o país o europeu. A avaliação foi feita pela senadora Ana Amélia, no plenário do Senado, depois de participar de almoço oferecido à delegação da Alemanha no Palácio Itamaraty.

— A chanceler Angela Merkel chamou muito a atenção, pois encarna ao mesmo tempo a simplicidade de uma dona de casa com a força de uma estadista. É uma demonstração que a Alemanha está deixando de lado as atuais crises política e econômica do Brasil para e buscando estreitar laços e ampliar investimentos — declarou Ana Amélia, após o almoço desta quinta-feira.

A senadora enfatizou ter postura independente no Senado, mas que nas questões de cooperação internacional estará do lado do Brasil. Ana Amélia ressaltou que muitas regiões do Rio Grande do Sul foram colonizadas por alemães, que contribuíram decisivamente para o desenvolvimento do país.

Comissão de Agricultura

Presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), Ana Amélia recepcionou comitiva alemã no Senado nesta quarta-feira. Participaram do encontro o secretário para Cooperação Internacional do Ministério para Alimentação e Agricultura, German Jeub, a coordenadora para América do Sul do ministério, Tanja Thiele, o coordenador de Imprensa do ministério, Jens Urban, e a assessora para Alimentação e Agricultura da Embaixada, Paula Lucatelli.

— Foi uma reunião muito importante, mostrando o lado positivo da economia brasileira e da agricultura. O que eles mais se impressionam é com o crescimento da produção agropecuária em poucos anos, que aumentou 249%, enquanto a área plantada teve evolução de apenas 39% — declarou Ana Amélia.

Compromissos

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu que Brasil e Alemanha assumam “responsabilidades internacionais” enquanto países com grande importância no mundo e que influenciem mudanças no cenário global, como a da reforma do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), e no enfrentamento das mudanças climáticas.

Ela esteve reunida em Brasília com a presidente Dilma Rousseff, para uma série de compromissos envolvendo consultas de alto nível entre o Brasil e a Alemanha, que preveem a realização de reuniões presidenciais e ministeriais a cada dois anos.

— Nós, enquanto quarta e sétima maiores economias do mundo, estamos prontos para assumir mais responsabilidades na reconfiguração do Conselho de Segurança [da ONU} e no desafio das mudanças climáticas — afirmou Merkel.

O discurso ocorreu antes do almoço, ao lado das equipes alemã e brasileira, no Palácio do Itamaraty. Participaram do encontro ministros dos dois países, senadores, deputados e lideranças empresariais, entre as quais o ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Paulo Tigre, e o atual presidente da entidade, Heitor Müller.

Mais cedo, Merkel e a presidente brasileira tiveram uma reunião privada, na qual foi anunciada a criação de um fundo de 500 milhões de euros destinado a questões climáticas. Na manhã desta quinta-feira, as líderes dos dois países fizeram uma declaração conjunta que envolve a descarbonização da economia até o fim deste século.

Visita da chanceler alemã Angela Merkel ao Brasil é momento para estreitar relações e ampliar investimentos, destaca Ana Amélia

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Com informações da Agência Brasil

Fonte: Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

19 de abr
 Agricutura familiar estará no Censo Agropecuário, diz presidente do IBGE
A agricultura familiar não ficará fora do Censo Agropecuário 2017. A informação foi dada pelo presidente do IBGE, Paulo Rabello de Castro. Durante audiência na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, requerida pela senadora Ana Amélia (PP-RS), o presidente adiantou que serão…

11 de abr
Senado debate realização do Censo Agropecuário na próxima quarta-feira
O Censo Agropecuário 2018 será tema de debate na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) na próxima quarta-feira (19). A audiência pública, requerida pela senadora Ana Amélia (PP-RS), contará com a presença do presidente do IBGE, Paulo Rabello de Castro. Após…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail