"Veto presidencial ao voto impresso ao lado da urna eletrônica vai na contramão da transparência e da segurança", critica Ana Amélia

02/10/2015 - Geral


Senadora foi autora de uma das emendas aprovadas na Reforma Política, mas vetada pela presidente Dilma

O veto da presidente da República, Dilma Rousseff, à instituição do voto impresso ao lado da urna eletrônica, foi criticado pela senadora Ana Amélia (PP-RS) na tribuna, nesta sexta-feira (2). A parlamentar foi autora de uma das emendas aprovadas na Reforma Política para garantir o procedimento.

A senadora explicou que o voto impresso seria depositado em uma urna física e que nenhum eleitor sairia da votação com esse papel. Ana Amélia ressaltou que já foi comprovado por especialistas da Tecnologia da Informação que as urnas são passíveis de violação.

— Seria uma garantia para o cidadão. O veto impede a transparência, impede a segurança e o direito de acesso à informação. Se houvesse dúvida no resultado, o voto impresso tiraria as dúvidas — disse.

A parlamentar destacou que post feito em suas redes sociais contra o veto presidencial, em apenas 48 horas, somou mais de 34 mil compartilhamentos e teve alcance superior a 3 milhões de pessoas.

Ana Amélia também é autora de projeto de lei (PLS 406/2014) que tramita no Senado com o objetivo de estabelecer o voto impresso ao lado da urna eletrônica nas eleições. A matéria, sob relatoria do senador Ronaldo Caiado (Dem-GO), está na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ).

Enquete recente feita pelo DataSenado apontou que 92% dos participantes apoiam a iniciativa. No site Vote na Web, 90% são favoráveis ao projeto e 82% consideram essa medida urgente.



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia enfatiza que veto presidencial ao voto impresso vai na contramão da transparência


Mais notícias:

Hoje
Bancada gaúcha lança frente parlamentar pela construção do Hospital do Câncer
Os 34 parlamentares gaúchos no Congresso Nacional se uniram pela construção do Hospital do Câncer no Grupo Hospitalar Conceição (GHC). A bancada gaúcha lançou, nesta quarta-feira (28), Frente Parlamentar em Prol da Construção do Hospital do Câncer GHC. O…

Comissão mista aprova relatório da MP 774. Destaques serão votados na semana que vem
A comissão mista que analisa a MP 774 aprovou hoje, no Senado, o relatório do senador Airton Sandoval (PMDB-SP), mantendo a desoneração de setores importantes para a economia como o coureiro-calçadista, têxtil e de Tecnologia…

27 de jun
“Não podemos admitir ameaças e incitação à violência”, defende Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou o discurso de petistas e nota oficial do partido que defendeu o Luís Inácio Lula da Silva fazendo ameaças e incitando a violência. De acordo com a parlamentar gaúcha, o ex-presidente recebe tratamento deum “ ídolo…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail