Veto presidencial à 'desaposentação' é criticado pela senadora Ana Amélia

05/11/2015 - Geral


Parlamentar também falou sobre a injusta política de reajuste aos aposentados

Veto presidencial à 'desaposentação' é criticado pela senadora Ana Amélia

Ao comentar a sanção da lei que estabelece novas regras para aposentadoria, nesta quinta-feira (5), a senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou o veto da Presidência da República à possibilidade de “desaposentação”, com recálculo do benefício para quem continua a trabalhar depois de se aposentar.

A lei sancionada é oriunda daMedida Provisória 676/2015, aprovada no início de outubro pelo Senado e que estabelece a regra conhecida como 85/95. Ou seja: para se aposentar sem redução, a mulher deve ter pelo menos 30 anos de contribuição e a soma desse tempo com a idade deve atingir 85. Para os homens, os 35 anos de contribuição somados à idade devem atingir 95, no mínimo.

— A presidente Dilma Rousseff vetou artigo que autorizava a 'desaposentadoria', aumentando a insegurança jurídica e a incerteza para aqueles trabalhadores que, mesmo com direitos à aposentadoria, precisaram continuar trabalhando — frisou a senadora.

Ana Amélia lembra que muitos aposentados não conseguem viver apenas com o valor da aposentadoria, sendo obrigados a se manter na ativa. Para esses brasileiros, frisou, a possibilidade de "desaposentação" era esperada com grande expectativa.

— A "desaposentação" é medida de justiça para os que continuam trabalhando e contribuindo com a Previdência. O aposentado, no novo trabalho, volta a pagar a contribuição ao INSS, mas não recebe nenhum benefício por isso — frisou Ana Amélia.

Ela defende que essas contribuições sejam consideradas no novo cálculo da aposentadoria, da forma como foi aprovado pelo Congresso Nacional. O assunto também está em julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) e Ana Amélia disse esperar que a conclusão seja em favor dos aposentados. A parlamentar esteve no STF, acompanhando lideranças de entidades ligadas aos aposentados, em audiências para tratar do tema com os ministros Rosa Weber e Luiz Edson Fachin.

Ana Amélia também criticou em seu discurso a política injusta de reajuste aos aposentados que ganham acima de um salário mínimo, lembrando que mesmo quem pagou sobre dez salários, por exemplo, com o tempo vai acabar recebendo bem menos, podendo chegar ao valor de somente um salário mínimo.

— A cada ano, a defasagem entre o que o governo dá de reajuste para o salário mínimo e o reajuste para o aposentado é enorme — criticou.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Veto presidencial à 'desaposentação' é criticado pela senadora Ana Amélia


Mais notícias:

16 de out
Ana Amélia defende transparência na votação do afastamento de senador
A senadora Ana Amélia (PP-RS) afirmou que não pode usar uma “régua moral diferente” para votar casos envolvendo parlamentares. Por isso, ela defende votação aberta no Plenário na decisão sobre o afastamento do senador Aécio Neves.Segundo a senadora, todas as votações devem ser…

13 de out
Ana Amélia defende voto aberto na sessão que decidirá sobre afastamento de senador
Após notícias veiculadas na imprensa de que haveria articulação por uma votação secreta para deliberar sobre as medidas cautelares e o afastamento imposto ao senador Aécio Neves, na sessão marcada para a próxima terça-feira (17), a…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail