Terceira ponte sobre o Rio Uruguai será debatida entre técnicos do Brasil e da Argentina

07/02/2017 - Relações Exteriores


Informação é do embaixador argentino Carlos Magariños

Terceira ponte sobre o Rio Uruguai será tema de reunião entre técnicos do Brasil e da Argentina

Pelo menos três municípios gaúchos (Itaqui, Porto Xavier e Porto Mauá) aguardam a definição da construção de uma nova ponte entre o Brasil e a Argentina, a terceira sobre o Rio Uruguai. Nesta terça-feira, em almoço oferecido pelo presidente Michel Temer ao presidente argentino, Mauricio Macri, o embaixador argentino, Carlos Magariños informou à senadora Ana Amélia (PP-RS) que será agendada reunião entre técnicos dos dois países para tratar do projeto da ponte binacional. A informação, confirmada pelo embaixador brasileiro na Argentina, Sérgio Danese, e pelo chanceler José Serra, está sintonizada com o discurso dos dois presidentes durante almoço. O assunto havia sido tratado por Ana Amélia no dia anterior com o prefeito de Entre-Ijuís e prefeito da Associação dos Municípios das Missões (AMM), Brasil Sartori, que reforçou o pedido para que a senadora continuasse atenta ao assunto.

Terceira ponte sobre o Rio Uruguai será tema de reunião entre técnicos do Brasil e da Argentina

Embaixador argentino Carlos Magariños

Maurício Macri enfatizou a importância do trabalho integrado entre os dois países para a recuperação das economias. Atual presidente pro tempore do Mercosul, Macri também defendeu maior protagonismo do bloco, com o estreitamento das relações com países que fazem parte da Aliança do Pacífico. 

A senadora Ana Amélia, em discurso na tribuna do Senado, defendeu a diminuição de burocracia entre os países do Mercosul. A parlamentar gaúcha lembrou que, no período de férias, mais de um milhão de turistas argentinos procuram as praias brasileiras mas encontram dificuldades para ingressar no país. A parlamentar frisou a necessidade de derrubar barreiras, tanto comerciais quanto burocráticas, entre os países do Mercosul.

— Só haverá integração quando houver facilidade real, como há na União Europeia, onde um cidadão sai de Portugal e entra na Espanha com muita facilidade, saindo de um país e entrando em outro com o mesmo carro, sem precisar entregar qualquer documento — defendeu Ana Amélia. 

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

15/12/2017
Ana Amélia cumpre missão oficial a convite do governo japonês
Uma comitiva de sete parlamentares brasileiros visitou o Japão, de 9 a 16 de dezembro, com o intuito de aprofundar as relações com o país asiático e estabelecer um intercâmbio de informações com o alto escalão do governo japonês. A senadora Ana Amélia…

29/11/2017
Brasil e Argentina defendem 'harmonia' para barreiras comerciais
As agências de vigilância sanitária do Brasil e da Argentina devem revisar de forma conjunta e harmônica as barreiras não tarifárias que dificultam o comércio entre os dois países. A opinião é de senadores, deputados e especialistas que participaram nesta quarta-feira…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail