Setores calçadista, têxtil, de confecção e tecnologia da informação estão entre os beneficiados com manutenção da desoneração

1 de jun - Economia


Senadora Ana Amélia trabalhou para manter a desoneração para segmentos importantes da economia gaúcha

Setores calçadista, têxtil, de confecção e tecnologia da informação estão entre os beneficiados com manutenção da desoneração

Entre os 17 setores que permanecem com pagamento menor de tributos estão os segmentos calçadista, têxtil, de confecção e tecnologia da informação. Esses setores estão entre os que a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) trabalhou desde o ano passado para evitar que fossem reonerados pelo governo.

O projeto relacionado à desoneração foi aprovado na terça-feira (29) pelo Senado. Algumas semanas antes, a senadora Ana Amélia manifestou ao governo a preocupação que a reoneração traria a segmentos como o coureiro-calçadista, que gera quase 300 mil empregos no país, e promoveu audiência pública no Senado (foto) com lideranças da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados, da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do Setor Têxtil, Vestuário, Couro e Calçados e outras entidades ligadas, alertando para os impactos sociais e econômicos negativos

Ainda no ano passado, quando fez parte de comissão mista que tratou desse tema, Ana Amélia apresentou emendas para manter a desoneração para os setores coureiro-calçadista, móveis, produtos têxteis e confecções, tecnologia da informação e comunicação (TICs) e de artigos e equipamentos médicos, odontológicos, hospitalares e de laboratórios, e desde lá trabalhou nesse sentido.

A senadora destacou que a manutenção da desoneração para áreas como dos calçados, construção civil, couro, fabricação de veículos e carrocerias, têxtil, entre outros, é importante notícia no atual cenário da economia brasileira e vai evitar a perda de empregos em áreas importantes para estados como o Rio Grande do Sul.

Veja abaixo quais são os 17 setores cujas empresas permanecem com a folha de pagamentos desonerada:

Calçados

Call Center

Comunicação

Confecção/vestuário

Construção civil

Empresas de construção e obras de infraestrutura

Couro

Fabricação de veículos e carroçarias

Máquinas e equipamentos

Proteína animal

Têxtil

TI (Tecnologia da informação)

TIC (Tecnologia de comunicação)

Projeto de circuitos integrados

Transporte metroferroviário de passageiros

Transporte rodoviário coletivo

Transporte rodoviário de cargas

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

1 de nov
Senado aprova projeto para desenvolvimento da metade sul do Rio Grande do Sul
O Senado aprovou, nesta quarta-feira (31), por unanimidade — 53 votos favoráveis — o projeto que autoriza a criação de uma região integrada para o desenvolvimento da Metade Sul do Rio Grande do Sul. A ideia é definir…

10 de ago
Ana Amélia é contra aumento de salário para ministros e parlamentares
A decisão tomada pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal de conceder reajuste em seus próprios vencimentos, a partir do ano que vem, em 16,38%, "é inoportuna e provoca um preocupante efeito-cascata nas despesas públicas. O alerta foi feito…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail