Senadora cobra planejamento e auditoria nas obras públicas

19/09/2016 - Geral


Parlamentar criticou o grande número de obras paradas no Brasil por falta de planejamento

Ana Amélia cobra planejamento e auditoria nas obras públicas

Em discurso na tribuna, nesta segunda-feira (19), a senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou a falta de planejamento e de auditoria nas obras públicas no Brasil. O resultado, segundo a parlamentar, são obras inacabadas que, consequentemente, custam ainda mais caro para os cofres públicos. 

Ana Amélia citou como exemplo a construção da segunda ponte sobre o Rio Guaíba e a duplicação da BR-116, no trecho entre Pelotas e Guaíba. Nos dois casos os trabalhos foram iniciados, mas pararam na metade por falta de recursos. 

— Quem paga o preço dessa desorganização e falta de compromisso com a gestão pública é o povo brasileiro — disse. 

A parlamentar também comparou o que acontece no Brasil com as obras públicas realizadas em outros países. A Suíça, conforme lembrou Ana Amélia, recentemente concluiu um túnel planejado para ser executado em 17 anos. Tanto o prazo quando o valor da obra foram respeitados, exatamente por causa do planejamento, lembrou a senadora. 

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia cobra mais planejamento e auditoria para que obras sejam concluídas no Brasil


Mais notícias:

18 de ago
Em Nova Hartz, Ana Amélia recebe demandas do setor calçadista
Em roteiro no Vale dos Sinos nesta sexta-feira (18), a senadora Ana Amélia (PP-RS), esteve reunida em Nova Hartz com o prefeito, Flavio Jost, e representantes do setor calçadista que apresentaram os principais desafios enfrentados para empreender. A mais insistente demanda é que…

16 de ago
TRE-RS conclui estudo sobre o impacto do rezoneamento eleitoral no estado
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS), desembargador Carlos Marchionatti, comunicou à senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta quarta-feira (16), que foi concluído memorial detalhando como o rezoneamento previsto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prejudicará os eleitores gaúchos…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail