Senadora aponta riscos para os pomares brasileiros a partir da importação de pera da Coreia do Sul

14 de fev - Agricultura


Ana Amélia alertou para o risco da introdução do cancro europeu e pediu atenção do MAPA

Senadora aponta riscos para os pomares brasileiros

A senadora Ana Amélia (PP-RS) cobrou atenção do governo federal, nesta terça-feira (14), para as barreiras fitossanitárias. No Plenário do Senado, ela alertou que a produção de maçãs no Brasil corre o risco de ser prejudicada por causa da recente autorização concedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para a importação de peras da Coreia do Sul.

De acordo com a parlamentar gaúcha, a Associação Brasileira de Produtores de Maça (ABPM) está preocupada com entrada de pragas, entre elas o Cancro Europeu das Pomáceas. Exótica no Brasil, a praga foi erradicada nos pomares no início dos anos 2000. Como grande parte das pragas da pera também atacam a maçã, o temos dos agricultores é de que a produção seja afetada.

— O risco de reintroduzir essa doença, o cancro europeu, nos pomares de maçãs é extremamente grave. Os produtores não queriam que fosse autorizada a importação de maçã da China, mas a autorização da importação de peras da Coreia tem um risco igual. A fruta tem a mesma possibilidade de reintroduzir o cancro europeu nos pomares de maçãs — alertou.

O Rio Grande do Sul e Santa Catarina produzem juntos 92% das maçãs brasileiras. A previsão na safra 2017 é de 1,1 milhão de toneladas de maçãs. O setor movimenta, com essa produção, R$ 6 bilhões por ano e gera 160 mil empregos diretos e indiretos. A área plantada dos pomares brasileiros é de 35 mil hectares

— Sei que o ministro Blairo Maggi leva em consideração as questões fitossanitárias na hora de tomar uma decisão dessa natureza. Nós queremos exportar mais para a Coreia do Sul e precisamos abrir algum espaço no mercado brasileiro para produtos coreanos, mas vamos abrir em outras áreas que não comprometam a sanidade dos pomares brasileiros — afirmou.

Fonte: Assessoria de Imprensa


Ana Amélia pede atenção do MAPA para evitar prejuízo aos produtores de maçã


Mais notícias:

23 de jun
Censo Agropecuário 2017 é lançado no Rio Grande do Sul
O Censo Agropecuário 2017 do Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE) foi lançado no Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (23), em evento na Emater/RS-Ascar. Em todo o Brasil, 26 mil profissionais visitarão 5,3 milhões de propriedades rurais, sendo 425 mil no…

13 de jun
CAE pode votar projeto que facilita a renegociação do crédito rural
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) deverá votar nas próximas semanas matéria que institui um procedimento menos burocrático para a renegociação do crédito rural. O Projeto de Lei do Senado (PLS) 354/2014, que estabelece regras para que agricultores inadimplentes possam renegociar suas…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail