Senado realizará sessão temática para debater situação que compromete atendimento das Santas Casas

04/08/2015 - Saúde


Decisão ocorreu após reunião agendada pela senadora Ana Amélia entre lideranças das instituições e o presidente do Senado, Renan Calheiros

Senado realizará sessão temática para debater a situação financeira das Santas Casas

As dificuldades financeiras das Santas Casas serão debatidas em sessão temática do Senado. A definição ocorreu nesta terça-feira (4), após encontro entre lideranças de santas casas do Rio Grande do Sul e de outros estados com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A reunião foi solicitada pela senadora Ana Amélia (PP-RS) e teve a participação dos senadores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Waldemir Moka (PMDB-MS).

— O debate temático terá a participação do ministro da Saúde, Artur Chioro, e do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, pois uma das reivindicações é o acesso a empréstimos, como outros setores da economia vem recebendo. As Santas Casas correm risco de fechar as portas, o que agravaria a crise da assistência médico-hospitalar em todo o país — enfatizou Ana Amélia.

Participaram da reunião o vice-presidente da Confederação Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), Maurício Dias, o presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Rio Grande do Sul, Francisco Ferrer, o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, Alfredo Englert, e o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Marília, Milton Tédde.

O encontro na presidência do Senado foi uma das ações desta terça-feira em Brasília. A pauta de reivindicações da categoria foi entregue à presidente Dilma Rousseff pelo presidente da CMB, Edson Rogatti. O documento também foi levado ao ministro da Saúde, Artur Chioro. À tarde, em reunião da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, cerca de 350 representantes de todo o país voltaram a destacar as dificuldades do setor.

As Santas Casas solicitam ações que viabilizem o saneamento econômico das entidades, garantam a manutenção do atendimento aos usuários e o funcionamento das entidades, que prestam atendimento hospitalar a milhares de brasileiros. O reajuste da tabela do SUS e recursos do BNDES, nos moldes feitos para recuperar outros setores da economia, também foram pedidos apresentados pelos representantes das entidades. Atualmente, a dívida das Santas Casas é estimada em mais de R$ 15 bilhões em todo o país.

Foto: Jonas Pereira/Agência Senado

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18 de mai
Em Bento Gonçalves, Ana Amélia visita Hospital Tacchini
Em Bento Gonçalves, a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) visitou o Hospital Tacchini, instituição de 94 anos que é referência para mais de 30 municípios da região de Bento Gonçalves e onde 63% dos atendimentos são pelo SUS. A parlamentar foi recebida pelo presidente do Conselho…

15 de mai
MEC garante recursos para conclusão de obras em hospitais da UFRGS e UFPel
O ministro da Educação, Rossieli Soares, garantiu o repasse para obras do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), vinculado academicamente à Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail