Senado debaterá alternativas à situação financeira das Santas Casas no dia 2 de setembro

19/08/2015 - Saúde


Senadora Ana Amélia intermediou agendamento a pedido de representantes das instituições de saúde

Senado debaterá alternativas à situação financeira das Santas Casas no dia 2 de setembro

Alternativas às dificuldades financeiras das Santas Casas e hospitais filantrópicos serão debatidas em sessão temática do Senado no dia 2 de setembro. O agendamento foi solicitado pela senadora Ana Amélia (PP-RS), após pedido dos representantes das instituições de saúde, e confirmado, durante a sessão desta quarta-feira (19), pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

A sessão temática do Senado havia sido anunciada no dia 4 de agosto, em meio aos protestos de representantes das Santas Casas, em Brasília. Na ocasião, Renan Calheiros destacou que seriam convidados o ministro da Saúde, Artur Chioro, e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho.

As Santas Casas solicitam ações que viabilizem o saneamento econômico e garantam o funcionamento das entidades, que prestam atendimento hospitalar a milhares de brasileiros. O reajuste da tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) e recursos do BNDES, nos moldes feitos para recuperar outros setores da economia, também foram pedidos apresentados pelos representantes do setor. Atualmente, a dívida das Santas Casas é estimada em mais de R$ 21 bilhões em todo o país.

— Muitas Santas Casas correm o risco de fechar as portas, o que agravaria a crise da assistência médico-hospitalar em todo o país — enfatizou Ana Amélia.

Nesta quarta-feira, a senadora esteve reunida com o presidente da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), Edson Rogatti, o diretor-geral da CMB, José Luiz Spigolon, e o diretor institucional da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, Júlio Dornelles de Matos. Após receber o pedido pela data da sessão temática, a parlamentar gaúcha reuniu outros senadores defensores do setor – Aloysio Nunes (PSDB-SP), Delcídio do Amaral (PT-MS), Ronaldo Caiado (DEM-GO) e Waldemir Moka (PMDB-MS) – e foi até Renan Calheiros, que então confirmou o debate para a primeira semana de setembro.

Financiamento

Em discurso nesta quinta-feira (20), Ana Amélia Ana Amélia destacou a importância das Santas Casas na prestação de serviços de saúde. E ressaltou que, em Porto Alegre, cerca de 70% dos atendimentos do SUS são feitos pela Santa Casa, com especialidades médicas que atendem inclusive a pacientes de outros estados.

A senadora propõe que o BNDES possa abrir linhas de crédito para as Santas Casas, lembrando que os clubes de futebol receberam um benefício fiscal que classificou de “extraordinário”. Para Ana Amélia, a área de saúde merece prioridade ainda maior.

— A gente sofre também no futebol, mas a gente sofre muito mais quando está doente e não tem hospital para ir. Esse é o sofrimento maior, e é especialmente a população pobre que precisa do atendimento do SUS — declarou a parlamentar gaúcha.

Senado debaterá alternativas à situação financeira das Santas Casas no dia 2 de setembro

Fonte: Assessoria de Imprensa


Senado debaterá alternativas à crise das santas casas em sessão dia 2 de setembro


Mais notícias:

8 de nov
Resultados das auditorias do TCU nas políticas públicas de saúde são apresentados em audiência no Senado
Número insuficiente de leitos em hospitais, falta de equipamentos e infraestrutura inadequada são problemas que o brasileiro enfrenta diariamente na saúde pública. Mas a maior dificuldade do setor é a falta de médicos e de outros profissionais…

6 de nov
Projeto para combater fraudes no mercado de órteses e próteses é destacado na tribuna
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) comentou nesta terça-feira (7) a Operação Marcapasso, deflagrada pela Polícia Federal, que prendeu envolvidos em esquema que fraudava etiquetas de validade de materiais usados em cirurgias…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail