Rejeição da Unasul à moção condenando o impeachment é saudada na tribuna

26/04/2016 - Relações Exteriores


Tema foi abordado na tribuna pela senadora Ana Amélia

Rejeição da Unasul à moção condenando o impeachment é saudada na tribuna

Na tribuna, em discurso nesta terça-feira (26), a senadora Ana Amélia (PP-RS) saudou a decisão de países da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) que foram contrários à moção condenando o processo de impeachment no Brasil.

— Por senso, eu diria, de defesa de soberania dos países, os governos da Colômbia, do Peru, do Chile, da Argentina e do Paraguai foram contrários à solicitação dos países bolivarianos, Venezuela, Equador e Bolívia — disse.

A senadora também criticou a sugestão da presidente Dilma Rousseff para que o Mercosul retire o Brasil do bloco em caso de impeachment. Porém, disse que, se isso acontecer, não será ruim, pois o País terá a liberdade de fazer acordo com outras nações.

— Hoje, ele está atrelado a um bloco que não lhe dá grandes proveitos — observou.

A parlamentar lembrou que o Paraguai foi retirado do Mercosul quando houve o impeachment do presidente Lugo, que recebeu apenas um voto em sua defesa. Porém, ressaltou que o afastamento do Paraguai ocorreu pois o Congresso daquele país resistia à inclusão da Venezuela no bloco.

— Foi simplesmente isso que aconteceu. O tempo passou, a Venezuela entrou no Mercosul e o Paraguai voltou — recordou.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Rejeição da Unasul à moção condenando o impeachment é saudada na tribuna


Mais notícias:

15/12/2017
Ana Amélia cumpre missão oficial a convite do governo japonês
Uma comitiva de sete parlamentares brasileiros visitou o Japão, de 9 a 16 de dezembro, com o intuito de aprofundar as relações com o país asiático e estabelecer um intercâmbio de informações com o alto escalão do governo japonês. A senadora Ana Amélia…

29/11/2017
Brasil e Argentina defendem 'harmonia' para barreiras comerciais
As agências de vigilância sanitária do Brasil e da Argentina devem revisar de forma conjunta e harmônica as barreiras não tarifárias que dificultam o comércio entre os dois países. A opinião é de senadores, deputados e especialistas que participaram nesta quarta-feira…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail