PT foi contra o Plano Real e a Lei de Responsabilidade Fiscal, lembra Ana Amélia

15/12/2016 - Economia


Senadora disse que partido continua sendo contra todas as medidas para reorganizar a economia

PT foi contra o Plano Real e a Lei de Responsabilidade Fiscal, lembra Ana Amélia

Em discurso na sessão do Congresso, nesta quinta-feira (15), a senadora Ana Amélia lembrou que o PT foi contra o Plano Real, contra a estabilidade fiscal, contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e contra o câmbio flutuante. Agora, acrescentou a parlamentar, é contra qualquer medida para reorganizar a economia que o partido destruiu.

— É preciso coerência e responsabilidade — disse Ana Amélia

A senadora resgatou esses fatos ao comentar a aprovação da PEC 55, ressaltando que o PT administrou o País de forma irresponsável, é contra todas as ações propostas e não indica caminhos para solucionar a crise provocada por ele próprio.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


PT foi contra o Plano Real e a Lei de Responsabilidade Fiscal, lembra Ana Amélia


Mais notícias:

07/12/2017
Mobilização pelos Free Shops reúne parlamentares e prefeitos em Brasília
Após cinco anos da aprovação da Lei 12.723, cuja relatoria foi da senadora Ana Amélia (Progressistas-RS), autorizando a abertura de Free Shops em cidades de fronteiras brasileiras, as lojas estão bem próximas de obter a autorização para abrir. Nesta sexta-feira (8), será concluído…

28/11/2017
Revista ETCO: Ana Amélia fala sobre projeto para combater sonegação e concorrência desleal
A edição de dezembro da Revista ETCO, do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial, publicou entrevista com a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) sobre o projeto de lei que autoriza tributação especial contra quem usa a inadimplência ou outras vantagens ilícitas para…

Comissão apresenta propostas para melhorar produtividade da economia
O Grupo de Trabalho de Reformas Microeconômicas apresentou em seu relatório final uma série de propostas para melhorar a produtividade da economia brasileira. O texto foi lido nesta terça-feira (28) pelo senador Armando Monteiro (PTB-PE) e aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).Para Armando, “seria ingênuo…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail