Projeto da senadora Ana Amélia estabelece correção da tabela do IR pela inflação

2 de mar - Geral


Iniciativa da parlamentar gaúcha quer acabar com a defasagem que totalizou 83% nos últimos 20 anos

Proposta da senadora Ana Amélia estabelece correção da tabela do IR pela inflação

A Receita Federal começou a receber nesta quinta-feira (2) as declarações do imposto de renda. Mais uma vez, não houve correção na tabela, acumulando defasagem de 83% nos últimos 20 anos. No Senado, o projeto (PLS 2/2014) apresentado pela senadora Ana Amélia (PP-RS) propõe que o reajuste seja feito com base na inflação. 

— Isso acabaria com a defasagem ocorrida, evitando aumento da já excessiva carga tributária. Isso seria justiça social aos trabalhadores — diz Ana Amélia.

De acordo com o Sindifisco, se a tabela fosse corrigida pelos índices de inflação acumulados, a faixa de isenção para o Imposto de Renda em vigor teria de ser até R$ 3.460,50. Atualmente, os isentos são todos aqueles que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016. 

A defasagem acumulada no ano passado ficou em 6,36% – a maior dos últimos 13 anos. Isso sem contar a correção de 1,54% no limite de isenção. 

O projeto da parlamentar gaúcha atualmente está na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18 de ago
Em Nova Hartz, Ana Amélia recebe demandas do setor calçadista
Em roteiro no Vale dos Sinos nesta sexta-feira (18), a senadora Ana Amélia (PP-RS), esteve reunida em Nova Hartz com o prefeito, Flavio Jost, e representantes do setor calçadista que apresentaram os principais desafios enfrentados para empreender. A mais insistente demanda é que…

16 de ago
TRE-RS conclui estudo sobre o impacto do rezoneamento eleitoral no estado
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS), desembargador Carlos Marchionatti, comunicou à senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta quarta-feira (16), que foi concluído memorial detalhando como o rezoneamento previsto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prejudicará os eleitores gaúchos…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail