Política Nacional da Erva-Mate avança no Senado

24/04/2018 - Agricultura


Senadora Ana Amélia é a relatora do projeto

Política Nacional da Erva Mate avança no Senado

A Comissão de Agricultura (CRA) aprovou nesta terça-feira (24) o relatório da senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) que institui a Política Nacional da Erva-Mate (PLC 72/2017). A pedido da parlamentar gaúcha, foi concedido regime de urgência para a análise do projeto pelo Plenário, que poderá ser aprovado em definitivo pelo Senado nesta quarta-feira.

Empregos

A senadora valeu-se de dados oficiais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para defender a criação de uma política de Estado específica voltada ao setor produtivo da erva-mate.

Ela lembrou que esse é o principal produto florestal não madeireiro da Região Sul, sendo alternativa de renda para 180 mil produtores familiares, numa cadeia produtiva que responde por 700 mil postos de trabalho e cerca de 700 empresas beneficiadoras.

— A maior parte desta produção ainda ocorre em modelo extrativo. Este projeto, caso seja aprovado, vai gerar renda para estes pequenos produtores, onde inclusive esta renda impacta diretamente nas economias local e regional — destacou Ana Amélia.

A política

De acordo com o texto, caberá ao poder público ofertar linhas de crédito e financiamento em condições favoráveis para a produção, industrialização e comercialização da erva-mate. Esse financiamento deverá ser complementado por assistência técnica e extensão rural de qualidade, especialmente aos agricultores familiares e aos pequenos e médios produtores.

Também deverão ser estimulados investimentos visando à inovação tecnológica da produção e da industrialização, com foco no aumento da produtividade e da qualidade e na ampliação do mercado consumidor. Outras incumbências serão apoiar o comércio interno e externo da erva-mate e seus produtos derivados, além de priorizar acordos e parcerias com entidades públicas e privadas.

Como instrumentos dessa política, deverão ainda ser incentivados a pesquisa agrícola, bioquímica, farmacêutica e alimentícia, arranjos produtivos locais, seguro rural, prospecção de mercados e feiras e ações de divulgação do produto no Brasil e no exterior.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

11/12/2018
Senado aprova novo limite para compra de leite de pequenos agricultores
O Plenário aprovou emenda da Câmara dos Deputados ao projeto que estabelece um novo limite de aquisição de leite no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal (ECD 1/2018). Conforme o texto aprovado, o limite mínimo passa a…

05/12/2018
Aprovada urgência para projeto que garante compra mínima de leite de agricultores familiares
O Plenário vota na próxima terça-feira (11) o projeto que obriga o governo federal a realizar compras mínimas de leite produzido por agricultores familiares. O texto em pauta assegura a aquisição de pelo menos 35 litros por dia. O autor…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail