Plano Safra 2015/16 prevê recursos de R$ 187,7 bilhões

02/06/2015 - Agricultura


Presidente da Comissão de Agricultura do Senado, Ana Amélia participou da solenidade nesta terça-feira

Plano Safra 2015/16 prevê recursos de R$ 187,7 bilhões

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, anunciou nesta terça-feira (2), durante cerimônia no Palácio do Planalto, a liberação de R$ 187,7 bilhões para o Plano Agrícola e Pecuário do período 2015/2016. O valor é cerca de 20% superior ao da safra passada. Presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, a senadora Ana Amélia (PP-RS), participou da solenidade.

Desse total, R$ 149,5 bilhões se destinam a empréstimos para custeio e comercialização da safra e R$ 38,2 bilhões, para investimentos. A maior parte desse dinheiro será emprestada aos produtores rurais a juros controlados, que vão variar de 7% a 10% , taxas maiores que as do ano passado, quando os juros foram, em média, de 6,5% por cento.

A iniciativa federal abre crédito para agricultores de todo o país investirem na produção de alimentos e insumos. O dinheiro pode ser usado, por exemplo, para a compra de equipamentos agrícolas e para o melhoramento da infraestrutura nas propriedades rurais.

Ao analisar o plano, a senadora Ana Amélia destacou a importância do aumento dos valores liberados, apesar do ajuste fiscal em função das dificuldades econômicas do País. Os números do novo Plano Safra, na opinião da parlamentar gaúcha, representam um justo reconhecimento aos produtores rurais pelo bom desempenho do agronegócio diante da crise que o país enfrenta:

— Isto é, na verdade, uma retribuição porque o setor econômico brasileiro que vem dando notícias boas é exatamente o campo: a agricultura e a produção animal, seja ela da exportação de carne -  seja carne bovina, suína e de frango -, e também a exportação de soja, que aumentou este ano comparativamente  ao mesmo período do ano passado — disse a senadora.

Outro fato considerado positivo pela senadora foi o anúncio sobre a possibilidade de parcerias público-privadas visando a realização de obras necessárias para o escoamento da safra.

— Não adianta apenas o agricultor produzir mais se não há condições para o transporte da safra, seja nas rodovias, ferrovias ou portos, e esperamos que essa medida ocorra para garantir eficiência nesse processo — completou.

Plano Safra 2015/16 prevê recursos de R$ 187,7 bilhões




Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

9 de nov
Farsul e Federarroz entregam demandas ao ministro da Agricultura
O presidente da Federarroz, Henrique Dornelles, e o vice-presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Ferreira, apresentaram ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, demandas do setor para equiparar os custos de produção no Brasil, aos dos países do Mercosul.…

8 de nov
Senadora garante apoio à demanda dos produtores brasileiros de cebola
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) vai solicitar o apoio dos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, do Planejamento, Dyogo Oliveira, e da Agricultura, Blairo Maggi, ao pedido da Associação Nacional dos Produtores de Cebola (ANACE) para aumentar de 10% para 35%…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail