PEC prevê equalização das alíquotas do ICMS sobre produtos da cesta básica

10/12/2015 - Economia


Iniciativa foi apresentada nesta semana pela senadora Ana Amélia

PEC prevê uniformização das alíquotas do ICMS sobre produtos da cesta básica

Proposta de Emenda à Constituição (PEC 155/2015) apresentada nesta semana pela senadora Ana Amélia (PP-RS) tem o objetivo de possibilitar que Estados e o Distrito Federal, em deliberação conjunta, uniformizem as alíquotas do ICMS sobre os produtos que compõem a cesta básica nacional. A iniciativa prevê equalização e isonomia tributária e entre os objetivos estão o combate à inflação, a proteção ao consumidor, especialmente à camada mais pobre da população, e a proteção aos produtores de alimentos.

Conforme a senadora explica no projeto, a regulação do ICMS por meio de leis estaduais acarreta a existência de uma variação enorme de alíquotas, gerando alteração no preço das mercadorias entre as diferentes unidades da Federação. Essa diferenciação em produtos essenciais, como alimentos, não se justifica, pois o valor de venda será determinado pela localização do estabelecimento no território nacional.

O objetivo da proposta é corrigir essa distorção para permitir que seja definida uma única alíquota válida para todo o País, que incida sobre produtos da cesta básica nacional. A distinção gera injustiças, na medida em que pessoas em igualdade de capacidade contributiva pagarão valores diferentes por um idêntico produto, o que a iniciativa pretende eliminar.

As famílias de baixa renda, explica a senadora, gastam mais de 93% de seus rendimentos com despesas de consumo (alimentação, habitação, aluguel, transporte, saúde, entre outros). Entre os gastos totais, a alimentação corresponde a quase 30% das despesas familiares, segundo dados do IBGE. Dessa forma, qualquer medida que propicie a justa tributação sobre alimentos repercutirá positivamente na renda disponível dos trabalhadores de baixa renda.

A senadora justifica ainda que é imprescindível a criação de mecanismo que possibilite aos Estados a uniformizarem as alíquotas do ICMS sobre a cesta básica para que a justiça fiscal seja alcançada em nosso País.

— Queremos uma equalização para que a tributação tenha uma justiça aceitável na realidade brasileira atual. Os alimentos da cesta básica precisam estar fora da guerra fiscal entre os Estados — completa.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

1 de nov
Senado aprova projeto para desenvolvimento da metade sul do Rio Grande do Sul
O Senado aprovou, nesta quarta-feira (31), por unanimidade — 53 votos favoráveis — o projeto que autoriza a criação de uma região integrada para o desenvolvimento da Metade Sul do Rio Grande do Sul. A ideia é definir…

10 de ago
Ana Amélia é contra aumento de salário para ministros e parlamentares
A decisão tomada pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal de conceder reajuste em seus próprios vencimentos, a partir do ano que vem, em 16,38%, "é inoportuna e provoca um preocupante efeito-cascata nas despesas públicas. O alerta foi feito…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail