Parlamentares pedem redução do IPI para vinho e cachaça ao ministro Eliseu Padilha

13/07/2016 - Geral


Senadora Ana Amélia participou da reunião nesta quarta-feira

Parlamentares pedem redução do IPI para vinho e cachaça ao ministro Eliseu Padilha

A redução do IPI para vinhos, espumantes, cachaças e licores foi pedida, na manhã desta quarta-feira (13), por parlamentares de várias regiões produtoras ao ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. O ministro mostrou-se sensibilizado à solicitação e prometeu encaminhar o assunto para análise do Ministério da Fazenda.

Aprovada pelo Congresso, essa redução foi vetada por Dilma Rousseff, prejudicando o setor das bebidas quentes. A senadora Ana Amélia (PP-RS) ressaltou que baixar esse imposto é fundamental para evitar a queda nas vendas, o fechamento de pequenas indústrias e o desemprego no setor. O pedido é para que o IPI do vinho caia de 10% para 5% e da cachaça de 25% para 17%.

O deputado Afonso Hamm, responsável por agendar a reunião, lembrou que a promessa feita na Festa da Uva pelo governo anterior, de redução do IPI, não foi cumprida.

Além de parlamentares do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais, estiveram presentes lideranças do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac) e da Associação Brasileira de Exportação e Importação de Alimentos e Bebidas.

A senadora Ana Amélia ainda aproveitou o encontro para estender ao ministro Eliseu Padilha o convite para participar do 39º Congresso Mundial da Vinha e do Vinho, que acontece em outubro, em Bento Gonçalves.

Parlamentares pedem redução do IPI para vinho e cachaça ao ministro Eliseu Padilha



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18 de ago
Em Nova Hartz, Ana Amélia recebe demandas do setor calçadista
Em roteiro no Vale dos Sinos nesta sexta-feira (18), a senadora Ana Amélia (PP-RS), esteve reunida em Nova Hartz com o prefeito, Flavio Jost, e representantes do setor calçadista que apresentaram os principais desafios enfrentados para empreender. A mais insistente demanda é que…

16 de ago
TRE-RS conclui estudo sobre o impacto do rezoneamento eleitoral no estado
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS), desembargador Carlos Marchionatti, comunicou à senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta quarta-feira (16), que foi concluído memorial detalhando como o rezoneamento previsto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prejudicará os eleitores gaúchos…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail