Para Ana Amélia, não é possível aceitar que trabalhadores paguem as contas dos fundos de pensão

04/11/2015 - Geral


Senadora ressaltou informações divulgadas esta semana de que rombo do Fundo Petros, da Petrobras, chega a R$ 10 bilhões

Para Ana Amélia, não é possível aceitar que trabalhadores paguem as contas dos fundos de pensão

O rombo de R$ 10 bilhões do Fundo Petros, da Petrobras, divulgado esta semana, foi destacado pela senadora Ana Amélia (PP-RS) na tribuna do Senado, nesta quarta-feira (4). Para a parlamentar gaúcha, “não é possível aceitar que os trabalhadores paguem essas contas”.

— Por isso que nós pedimos uma CPI para investigar os fundos de pensão — ressaltou Ana Amélia, que foi uma das defensoras para que ocorresse investigação sobre o setor no Senado.

Ana Amélia também lembrou que no próximo dia 17 o Congresso Nacional vai se reunir para deliberar sobre os vetos presidenciais. Está prevista para essa data a votação do projeto que repassa à Previdência Social os recursos destinados aos aposentados e pensionistas do Instituto Aerus, fundo de pensão formado por ex-funcionários da Varig e da Transbrasil há anos à espera desses recursos.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Para Ana Amélia, não é possível aceitar que trabalhadores paguem as contas dos fundos de pensão


Mais notícias:

12 de jan
Lei que prevê ‘critério de simplicidade’ em ações criminais é sancionada
Foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (10)  a Lei 13.603/2018 , que prevê o critério da simplicidade como orientador em ações de natureza criminal. A simplicidade pressupõe que os processos devem reunir materiais…

22/12/2017

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail