Para Ana Amélia, não é possível aceitar que trabalhadores paguem as contas dos fundos de pensão

04/11/2015 - Geral


Senadora ressaltou informações divulgadas esta semana de que rombo do Fundo Petros, da Petrobras, chega a R$ 10 bilhões

Para Ana Amélia, não é possível aceitar que trabalhadores paguem as contas dos fundos de pensão

O rombo de R$ 10 bilhões do Fundo Petros, da Petrobras, divulgado esta semana, foi destacado pela senadora Ana Amélia (PP-RS) na tribuna do Senado, nesta quarta-feira (4). Para a parlamentar gaúcha, “não é possível aceitar que os trabalhadores paguem essas contas”.

— Por isso que nós pedimos uma CPI para investigar os fundos de pensão — ressaltou Ana Amélia, que foi uma das defensoras para que ocorresse investigação sobre o setor no Senado.

Ana Amélia também lembrou que no próximo dia 17 o Congresso Nacional vai se reunir para deliberar sobre os vetos presidenciais. Está prevista para essa data a votação do projeto que repassa à Previdência Social os recursos destinados aos aposentados e pensionistas do Instituto Aerus, fundo de pensão formado por ex-funcionários da Varig e da Transbrasil há anos à espera desses recursos.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Para Ana Amélia, não é possível aceitar que trabalhadores paguem as contas dos fundos de pensão


Mais notícias:

9 de nov
“Criminosos que destruíram fazenda na Bahia têm que responder pelos 100 desempregados”, defende Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) leu nesta quinta-feira (9), no Plenário do Senado, uma carta que recebeu de Rogério Aranibar, funcionário do grupo Igarashi cuja planta, em Correntina, no Oeste da Bahia, foi destruída por criminosos…

8 de nov
Congresso derruba um veto de Temer e mantém outros três
O Congresso rejeitou nesta quarta-feira (8) o veto do presidente Michel Temer a uma lei que convalida incentivos concedidos a empresas pelos governos estaduais. Outros três vetos foram mantidos pelos parlamentares, e cinco serão votados em nova sessão conjunta, marcada para dia 22…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail