País foi dividido por atos do próprio PT, avalia Ana Amélia

04/04/2016 - Geral


Parlamentar citou discursos de lideranças ligadas à esquerda que contribuem para criar o clima hoje existente no País

Ana Amélia analisa 'clima de ódio' existente no Brasil

Ao analisar o que classificou como clima de ódio existente no Brasil, a senadora Ana Amélia (PP-RS) afirmou que nada acontece por acaso e a toda ação corresponde uma reação. O comentário foi feito em discurso na tribuna, nesta segunda-feira (4).

A senadora apresentou alguns exemplos de incitação a conflitos. Um deles é o vídeo em que a filósofa Marilena Chauí faz duras críticas à classe média durante o lançamento do livro “10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma”. Chauí afirmou, como disse a representante do Rio Grande do Sul, que a classe média é uma abominação política, porque é fascista.

Ana Amélia também registrou a defesa de invasão de terras feita recentemente pelo secretário da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Aristides Santos. De acordo com Ana Amélia, o sindicalista avisou que uma forma de enfrentar a "bancada da bala" contra o "golpe" é ocupar as propriedades no campo.

A parlamentar ressaltou que conversou com o presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Carlos Joel da Silva, que disse ser contrário ao posicionamento de Santos.

— Ouvi do presidente da Fetag: ‘Nós queremos reforma agrária com previsão em lei, não na marra’. Não é com violência, fazendo exatamente aquilo que contraria o dispositivo legal, o estado de direito —  disse.

Nessa mesma linha, Ana Amélia citou a declaração do presidente da CUT, Vagner Freitas,  que, durante evento em São Paulo falou em “acabar” com o juiz Sérgio Moro.

— São declarações que não ajudam na construção de uma saída para crise. Por isso é preciso lembrar da responsabilidade que todas as lideranças têm nesse momento delicado que estamos vivendo — destacou. 


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


País foi dividido por atos do próprio PT, avalia Ana Amélia


Mais notícias:

15 de jun
Ana Amélia visita Comando Militar do Sul
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) visitou, nesta sexta-feira (15), o general Geraldo Antônio Miotto, comandante do Comando Militar do Sul (CMS), para retribuir a acolhida que teve na Amazônia quando ele comandou o Exército naquela região. No encontro, em Porto Alegre, a senadora e o general conversaram…

Senadora reafirma apoio a projeto que aumenta destinação de recursos para educação especial
Em roteiro pelo Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (15), a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) participou de encontro com dirigentes da Federação das APAEs do Rio Grande do Sul (FEAPAEs), professores e alunos, prefeito Leonardo Pascoal, vereadores e lideranças na…

Extensão da BR 448 é principal demanda de empreendedores de Esteio
A extensão da BR 448 até a RS 240, em Portão, foi a principal demanda apresentada pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Esteio (Acise Esteio), pela CICS de Portão e outras entidades empresariais dos municípios vizinhos na reunião…

14 de jun
Nova diretoria do Sescon-RS é empossada
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) participou da cerimônia de posse da nova diretoria do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis do RS (Sescon-RS) nesta quinta-feira (14). A entidade será dirigida por Celio Luiz Levandovski, que assume a presidência da entidade no lugar de Diogo Chamun. A nova…

Novo Ministro da Defesa recebe senadora Ana Amélia
Em reunião com o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, nesta quinta-feira (14), a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) comunicou que é relatora de Ciência, Tecnologia e Comunicações na Comissão Anual do Orçamento, área importante para investimento nos programas militares. Na conversa, o…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail