Novos rumos para o Brasil e para o Rio Grande do Sul são debatidos em congresso da Federasul

07/07/2017 - Economia


Senadora participou do evento mediado pela presidente da entidade, Simone Leite, com a presença de Eduardo Leite e Mateus Bandeira

Setor público precisa de prioridades, planejamento e avaliação de resultados, diz Ana Amélia em congresso da Federasul

No Congresso da Federasul, na tarde desta sexta-feira (7), em Canela, no painel “Um Novo Brasil, Um Novo RS”, a senadora Ana Amélia destacou que um dos problemas mais graves do setor público é a falta de prioridade, de planejamento e de avaliação de resultados. O painel, mediado pela presidente da Federasul, Simone Leite, contou também com a participação do ex-prefeito de Pelotas, Eduardo Leite, e do ex-presidente do Banrisul e ex-secretário de Planejamento do RS, Mateus Bandeira.

Em sua fala, a senadora ressaltou que os gestores precisam deixar de pensar somente na próxima eleição e que devem eleger prioridades sintonizadas com as demandas da sociedade: a melhoria dos serviços, a redução da burocracia e a garantia de segurança jurídica ao empreendedor.

Sobre as eleições de 2018, a parlamentar reforçou sua posição contra o voto em lista fechada. Questionada sobre um legado no mandato, Ana Amélia mencionou o fato de ser independente, sem indicar qualquer cargo no governo e votar sempre como manda a sua consciência, no que acredita ser o melhor para o país. 

Setor público precisa de prioridades, planejamento e avaliação de resultados, diz Ana Amélia em congresso da Federasul

Setor público precisa de prioridades, planejamento e avaliação de resultados, diz Ana Amélia em congresso da Federasul

Setor público precisa de prioridades, planejamento e avaliação de resultados, diz Ana Amélia em congresso da Federasul



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

10 de ago
Ana Amélia é contra aumento de salário para ministros e parlamentares
A decisão tomada pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal de conceder reajuste em seus próprios vencimentos, a partir do ano que vem, em 16,38%, "é inoportuna e provoca um preocupante efeito-cascata nas despesas públicas. O alerta foi feito…

24 de jul
Governo fará novos estudos para aprimorar Selo Combustível Social
O secretário-executivo da Casa Civil, Daniel Sigelmann, informou nesta terça-feira (24) que a equipe econômica do governo e outras áreas ligadas ao setor de biocombustíveis irão analisar as sugestões das indústrias de combustíveis limpos para aprimorar o Selo Combustível…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail