Noruega deve desculpas ao Brasil por crime ambiental na Amazônia, cobra senadora

20/03/2018 - Geral


Senadora também criticou silêncio da primeira-ministra da Noruega de ONGs

“Noruega deve desculpas ao Brasil por crime ambiental na Amazônia”, diz Ana Amélia

A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) criticou nesta terça-feira (20) a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, por não ter se pronunciado sobre o despejo ilegal de dejetos tóxicos no Rio Pará, cometido pelo conglomerado norueguês Norsk Hydro, que atua no Brasil no ramo da mineração.

Em 2017, lembrou a parlamentar gaúcha, Solberg "passou um pito" no presidente da República, Michel Temer, e criticou o governo brasileiro pela corrupção e pelo desmatamento. Em seguida a primeira-ministra anunciou o corte pela metade do dinheiro enviado pela Noruega ao Fundo da Amazônia.

Ana Amélia observou que os R$ 200 milhões então cortados pela Noruega não serão suficientes para recuperar os estragos feitos no rio paraense pela empresa Hydro, que tem grande participação estatal. Para Ana Amélia, a primeira-ministra deve um pedido de desculpas ao Brasil.

— É preciso ter clareza, é preciso ter coerência. Para mim, a corrupção é tão grave quanto um crime ambiental desse tamanho e dessa dimensão — disse Ana Amélia.

A senadora também criticou a ONG Greenpeace, que segundo ela não se manifestou sobre o crime ambiental no Pará.

— Creio que chegou a hora de dar um basta, de pôr essas verdades à tona, de não se preocupar com o politicamente correto, seja quem for. Porque é incrível, inacreditável que o Greenpeace não tenha dado uma palavra sobre o acidente lá do Rio Pará ou o acidente de Mariana — disse Ana Amélia.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Noruega deve desculpas ao Brasil por crime ambiental na Amazônia


Mais notícias:

25 de jan
Em vídeo nas redes sociais, Ana Amélia se despede do Senado
A senadora gaúcha Ana Amélia (Progressistas) divulgou vídeo nesta sexta-feira (25) despedindo-se do mandato no Senado Federal. A partir de março a parlamentar assume a Secretaria Extraordinária de Assuntos Federativos e Internacionais do Rio Grande do Sul. No vídeo, Ana Amélia mostra o…

23 de jan
Lei que destina recursos a programa de eficiência energética é sancionada
Foi aprovada Lei 13.280/2016, que reserva 20% dos recursos das empresas de energia elétrica destinados à eficiência energética para aplicação no Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). O programa promove a racionalização do consumo, por meio de…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail