"Ninguém está acima da lei", diz Ana Amélia ao comentar a condenação de Lula

12 de jul - Geral


Ex-presidente foi condenado a nove anos e seis meses em sentença do juiz Sérgio Moro

Ana Amélia defende condenação de Lula por Sérgio Moro

A senadora Ana Amélia (PP-RS) defendeu, nesta quarta-feira (12), a condenação do ex-presidente Lula pelo juiz Sérgio Moro. Na opinião da parlamentar gaúcha, a justiça tem que ser para todos e não apenas para alguns.

— O juiz Sérgio Moro está sendo colocado sob suspeita simplesmente porque deu uma sentença de 9 anos e meio pelas irregularidades em relação ao apartamento tríplex no Guarujá, em São Paulo, pertencente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele é um grande líder, mas por isso não justifica que ele seja inimputável. Todos têm que ser julgados da mesma forma e a mesma régua tem que ser aplicada para todos — frisou.

A parlamentar afirmou também que, caso o PT volte ao poder, vai transformar o Brasil em uma Venezuela, fechando a imprensa e transformando o Ministério Público em um instrumento de poder. De acordo com ela, o país vai resistir e não aceitará um regime parecido com o do país vizinho.

— A forma de o PT trabalhar é com truculência, violência e desrespeito a quem emite opinião contrária. É lamentável. Eles dizem tudo o que querem, e nós temos que ouvir calados. Acusam, caluniam, difamam, mas não gostam de ouvir as verdades — disse.

Ana Amélia defende condenação de Lula por Sérgio Moro



Fonte: Assessoria de Imprensa


Ana Amélia: Se o PT e a oposição voltarem ao poder, transformarão o Brasil numa Venezuela


Mais notícias:

9 de nov
“Criminosos que destruíram fazenda na Bahia têm que responder pelos 100 desempregados”, defende Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) leu nesta quinta-feira (9), no Plenário do Senado, uma carta que recebeu de Rogério Aranibar, funcionário do grupo Igarashi cuja planta, em Correntina, no Oeste da Bahia, foi destruída por criminosos…

8 de nov
Congresso derruba um veto de Temer e mantém outros três
O Congresso rejeitou nesta quarta-feira (8) o veto do presidente Michel Temer a uma lei que convalida incentivos concedidos a empresas pelos governos estaduais. Outros três vetos foram mantidos pelos parlamentares, e cinco serão votados em nova sessão conjunta, marcada para dia 22…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail