Ministro assume compromisso na execução do orçamento de 2016 para as obras do Hospital Escola de Pelotas

18/08/2016 - Educação


Audiência aconteceu nesta quinta-feira (18), no Ministério da Educação

Ministro da Educação assume compromisso na execução do orçamento de 2016 para as obras do Hospital Escola de Pelotas

O ministro da Educação, Mendonça Filho, assumiu o compromisso de assegurar a execução orçamentária para as obras do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas. A garantia foi apresentada durante audiência, solicitada pela senadora Ana Amélia (PP-RS), com o reitor da Universidade Federal de Pelotas, Mauro Augusto Burkert Del Pino, e gestores da Universidade. O recurso será para as obras do Bloco 3, e é fundamental para a continuidade dos trabalhos até o final de 2016.  O ministro também solicitou à área técnica do Ministério da Educação que trabalhe no orçamento de 2017, o que vai depender de aprovação do Congresso Nacional, e, para isso, solicitou o apoio parlamentar.

Outra demanda apresentada pelo reitor foi a transferência da Barragem do Chasqueiro e da Eclusa da Lagoa Mirim, que hoje estão sob administração da Ufpel, para o Ministério da Integração. Del Pino argumentou que a universidade custeou, com recursos próprios, a manutenção da Eclusa, e agora precisa ser ressarcida em R$ 2 milhões. O ministro solicitou ao secretário de Ensino Superior, Paulo Barone, que encaminhe o pedido ao Ministério.

— Faremos tudo que estiver ao nosso alcance para atender as demandas trazidas pelo reitor — afirmou o ministro Mendonça Filho.

Participaram também da audiência pró-reitor de Planejamento da UFPEL, Luiz Osório, o pró-reitor-administrativo Antônio Carlos Cleff e a diretora do Hospital Escola da Ufpel, Julieta Fripp.

Ministro da Educação assume compromisso na execução do orçamento de 2016 para as obras do Hospital Escola de Pelotas



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

22 de ago
Universidades e instituições poderão contar com doações para desenvolver pesquisa
O Projeto de Lei do Senado 16/2015, de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), que regulamenta a criação dos fundos patrimoniais em fundações privadas e instituições de ensino superior público, para apoiar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, foi aprovado por unanimidade pela…

3 de ago
Afetadas pela crise, universidades poderão contar com fundos patrimoniais
Em meio às notícias sobre o sucateamento das universidades públicas federais e estaduais – que estão sem recursos até mesmo para atividades básicas de manutenção e pagamento de contas de água, energia e internet – o Senado analisa proposta que pode ajudar a alterar…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail