Ministra da Agricultura recebe senadores e representantes da cadeia do cacau

17/06/2015 - Agricultura


Presidente da Comissão de Agricultura do Senado, Ana Amélia participou da reunião com a ministra Kátia Abreu

Ministra da Agricultura recebe senadores e representantes da cadeia do cacau

Representantes da cadeia produtiva do cacau e do chocolate foram recebidos nesta quarta-feira (17) pela ministra da Agricultura, Kátia Abreu, a partir de pedido das senadoras Lídice da Mata (PSB-BA) e Ana Amélia (PP-RS), presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado (CRA). O encontro contou ainda com a presença dos senadores Valdir Raupp (PMDB-RO), Wellington Fagundes (PR-MT), José Medeiros (PPS-MT) e do deputado federal Bebeto Galvão (PSB-BA).

Pelo setor cacaueiro, participaram o diretor da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), Helinton Rocha; o presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Cacau, Guilherme Moura; e o diretor da Biofábrica e presidente da Associação de Produtores do Cacau (APC), Henrique Almeida. Eles expuseram à ministra as principais preocupações do setor, com destaque para a necessidade de recomposição dos quadros da Ceplac, além de questões como a importação e exportação de produtos à base de cacau, o endividamento dos produtores e investimentos em pesquisa e tecnologia.

Lembrando audiência pública realizada em Ilhéus no mês de abril pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado, a senadora Ana Amélia, que preside a CRA, lembrou que o evento contou com a presença de mais de 500 produtores, demonstrando a força e a importância do debate sobre as questões do setor. A senadora gaúcha contou à ministra que ficou impressionada com a produção da Biofábrica e com o cacau cabruca, produzido por meio de sistema sustentável.

Lídice da Mata destacou que a cadeia produtiva do cacau, depois de amargo período enfrentando a praga da vassoura de bruxa, agora ganha reforço com parceria que a Ceplac acaba de realizar com a Universidade Federal do Sul da Bahia, que reforçará pesquisas relacionadas à cultura cacaueira. A parlamentar baiana disse para a ministra que a pauta do setor é extensa, e reforçou a urgência da reestruturação da Ceplac face a aposentadoria de servidores a partir do próximo ano, uma vez que o órgão se encontra há 27 anos sem realizar concurso público. Lídice também citou projeto de sua autoria, que aumenta o teor obrigatório de 30% de cacau puro nos chocolates produzidos no Brasil.

Aposentadorias – O diretor da Ceplac, Helinton Rocha, frisou a prioridade de concurso para o órgão garantir a continuidade de pesquisas e apoio tecnológico aos produtores. Lembrou à ministra que pedido de recomposição de pessoal já foi encaminhado aos Ministérios da Agricultura e do Planejamento, sendo que foi apresentada perspectiva de recomposição gradativa de 514 cargos (214 no próximo ano, 150 em 2017 e 150 em 2018), reivindicação que vem desde 2013 e que se agrava com a aposentadoria de vários funcionários em 2016.

Para o presidente da Câmara Setorial do Cacau, Guilherme Moura, o setor passa por forte retomada no Brasil, após superar a vassoura de bruxa. Ele disse que o momento é oportuno para incentivar a produção cacaueira, já que o País tem a ímpar condição de ser um dos maiores produtores mundiais, e também um dos principais centros consumidores.

Já Henrique Almeida, da APC, citou os desafios de melhorar a competitividade do setor, principalmente em função do mercado internacional. Segundo ele, o Brasil ampliou sua condição de exportador já que há sobreoferta de matéria-prima de qualidade.

Ministra da Agricultura recebe senadores e representantes da cadeia do cacau



Com informações do gabinete da senadora Lídice da Mata


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

21 de set
CRA aprova regras de distribuição de recursos para defesa agropecuária
A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou, nesta terça-feira (19), o projeto de lei que disciplina a distribuição de recursos da União para defesa agropecuária. A proposta (PLS 379/2016) estabelece percentuais para repasses a estados e municípios para ações…

12 de set
Aprovado projeto que simplifica renegociação do crédito rural
O Senado aprovou, por unanimidade, o projeto que institui um procedimento menos burocrático para a renegociação do crédito rural. De acordo com o Projeto de Lei do Senado (PLS) 354/2014, agricultores inadimplentes poderão renegociar suas dívidas de forma mais…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail