Ministra da Agricultura é sabatinada no Comitê Agrícola do Parlamento Europeu

26/05/2015 - Agricultura


Presidente da Comissão de Agricultura, senadora Ana Amélia integrou a mesa principal

Ministra da Agricultura é sabatinada no Comiitê Agrícola do Parlamento Europeu

A Ministra da Agricultura, Kátia Abreu, fez uma exposição sobre a agropecuária brasileira para deputados e deputadas do Comitê Agrícola do Parlamento Europeu, nesta terça-feira (26), em Bruxelas. Depois de mostrar a posição da agropecuária brasileira,  "a maior e mais produtiva do mundo", a ministra respondeu a perguntas de mais de uma dezena de parlamentares, entre os quais o ativista francês José Bové, que destruiu um laboratório de soja transgênica em Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul.  

A maior parte das questões levantadas pelos parlamentares europeus foi sobre a produção de transgênicos, reservas indígenas, compatibilidade entre a produção de etanol e a produção de alimentos, apoio à agricultura familiar, impacto do Fome Zero na redução da pobreza e a participação dos jovens e das mulheres na produção rural. Reforma agrária e a política de subsídios para agricultura também estiveram entre as questões. Outra informação tratada na sabatina foi sobre o esperado acordo comercial entre Mercosul e União Europeia. 

José Bové lembrou do episódio dos transgênicos e quis saber a posição de Kátia Abreu sobre a produção de eucalipto transgênico.  Alguns parlamentares que questionaram a Ministra da Agricultura foram críticos sobre a disputa entre indígenas e produtores rurais, citando o caso do Mato Grosso do Sul. Aliás, um deputado, ao fazer a pergunta, mostrou o celular e disse que o questionamento  veio pela rede social, enviado por uma comunidade indígena do MS. Sobre as áreas indígenas, Kátia Abreu informou que elas representam, hoje, 12% de todo o território brasileiro, com 112 milhões de hectares para uma população  de 850 mil indígenas de várias comunidades. 

Na audiência, a ministra também foi questionada sobre mudanças climáticas e desmatamento. Kátia Abreu disse que por satélite é possível acompanhar on-line os biomas e que 61% deles são mantidos nas suas reservas originais, lembrando ainda que o Brasil possui uma legislação ambiental que é das mais rigorosas do mundo. Deputados que já estiveram no Brasil disseram que "muitas das críticas na Europa, sobre o Brasil, nessa área, são injustas". 

Na mesa principal, na audiência no Comitê Agrícola do Parlamento Europeu, estavam a senadora Ana Amélia (PP/RS), presidente da Comissão de Agricultura do Senado, e o deputado Irajá Abreu (PSD/TO) presidente da Comissão de Agricultura da Câmara. A comitiva da Ministra da Agricultura, nessa audiência, teve ainda a presença dos senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Lasier Martins (PDT-RS), do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC) e da embaixadora Vera Machado.

Ministério da Agricultura da Bélgica

Mais tarde, a comitiva brasileira foi recebida pelo ministro da Agricultura da Bélgica, Willy Borsus, que reafirmou o interesse do país em exportar para o Brasil peras e maçãs, além de manteiga, queijos finos e pássaros ornamentais. Na pauta de exportação brasileira para a Bélgica, os principais produtos são suco de laranja, café e fumo em folha.

Kátia Abreu ouviu também o interesse da Bélgica em acordos de cooperação na área agrícola. Em junho, um representante do Ministério da Agricultura da Bélgica irá ao Brasil para encontros na Embrapa e na Anvisa. A ministra da Agricultura brasileira avaliou como positiva a reunião, pois teve a promessa do Ministério Belga de examinar a importação de cacau do Brasil, uma vez que a Bélgica é um dos grandes produtores de chocolates do mundo.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

24 de jun
Agentes da PRF agradecem atuação da senadora Ana Amélia para atender demandas da categoria
Agentes do Posto de Controle da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai, agradeceram o empenho da senadora Ana Amélia (PP-RS) na relatoria do projeto de lei que reajustou o salário…

Produtores do Alegrete e região pedem alteração em MP para usar PIS/ Cofins no abate da dívida do Funrural
No Sindicato Rural do Alegrete, sábado (24), a senadora Ana Amélia (PP-RS) recebeu de produtores da região pedido de alteração na MP 783/2017 para que os créditos do PIS/Cofins possam ser utilizados para abater…

Produtores do Alegrete e região pedem alteração em MP para usar PIS/ Cofins no abate da dívida do Funrural
No Sindicato Rural do Alegrete, sábado (24), a senadora Ana Amélia (PP-RS) recebeu de produtores da região pedido de alteração na MP 783/2017 para que os créditos do PIS/Cofins possam ser utilizados para abater…

23 de jun
Censo Agropecuário 2017 é lançado no Rio Grande do Sul
O Censo Agropecuário 2017 do Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE) foi lançado no Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (23), em evento na Emater/RS-Ascar. Em todo o Brasil, 26 mil profissionais visitarão 5,3 milhões de propriedades rurais, sendo 425 mil no…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail