Ministra acena positivamente sobre ideia da senadora para realocação de recursos à subvenção ao seguro rural

08/12/2015 - Agricultura


Senadora Ana Amélia e presidente da Farsul, Carlos Sperotto, participaram de reunião com Kátia Abreu nesta terça-feira

Ministra avalia alternativas para aumentar recursos para o subsídio ao seguro rural

A ministra Kátia Abreu confirmou a possibilidade de que seja atendida a proposta da senadora Ana Amélia ao Orçamento de 2016, já acatada pelo relator-geral, deputado Ricardo Barros. A emenda prevê a realocação de valores não utilizados em determinadas áreas para a subvenção ao seguro rural. A única diferença será no valor, que deve ser de cerca de R$ 750 milhões, pouco abaixo do que foi previsto inicialmente.

A alteração não implicará no aumento do gasto público, pois trata-se apenas de um remanejo. A proposta ajudará milhares de agricultores, especialmente em um período de El Niño e onde os custos de produção aumentaram em 20%, evitando surpresas como neste ano, onde os produtores precisaram desembolsar recursos do próprio bolso por conta da falta de repasse de parte da subvenção.

O encontro ocorreu na tarde desta terça-feira (8). O presidente da Farsul, Carlos Speroto, o secretário de Agricultura do Rio Grande do Sul, Ernani Polo, o economista da Farsul, Antonio da Luz, e o secretário de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo, Caio Rocha, Caio Rocha, também participaram da reunião.

Fruticultores

A ministra da Agricultura, Katia Abreu, também disse que, apesar da grave crise financeira, tentará encontrar dentro do orçamento deste ano uma alternativa que possa compensar o subsídio ao seguro rural que está sendo pago pelos agricultores gaúchos. O valor é estimado em R$ 30 milhões.

Entre os maiores prejudicados estão os produtores de uva, pêssego, caqui e kiwi, que contabilizaram perdas devido às chuvas, ao granizo e ao ataque de pragas.

Ministra avalia alternativas para aumentar recursos para o subsídio ao seguro rural



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

5 de dez
Aprovada urgência para projeto que garante compra mínima de leite de agricultores familiares
O Plenário vota na próxima terça-feira (11) o projeto que obriga o governo federal a realizar compras mínimas de leite produzido por agricultores familiares. O texto em pauta assegura a aquisição de pelo menos 35 litros por dia. O autor…

4 de dez
Política Nacional da Erva-Mate segue para análise presidencial
O Senado aprovou nesta terça-feira (4) o projeto que institui a Política Nacional da Erva Mate. O texto prevê medidas como a oferta de linhas de crédito e o financiamento em condições favoráveis para a produção, industrialização e comercialização do produto. O PLC 72/2017 segue…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail