Ministério autoriza importação de gás pela Termo AES Uruguaiana

26/07/2017 - Agricultura


Portaria publicada DOU permite retomada dos trabalhos da usina térmica de Uruguaia

Autorizada importação de gás pela Termo AES Uruguaiana

O Ministério de Minas e Energia autorizou a importação de gás natural da Argentina com o objetivo de reativar o funcionamento da usina termelétrica da AES de Uruguaiana. A portaria nº 277, que autoriza a importação, foi publicada no Diário Oficial da União. A retomada dos trabalhos da usina foi tema de reuniões entre a senadora Ana Amélia (PP-RS), o deputado estadual Frederico Antunes, o prefeito Ronnie Mello e o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho.

O complexo energético de Uruguaiana operou pela última vez, em 2015, por apenas três meses. Além da oferta de energia, a reativação da usina termelétrica da AES representará uma arrecadação superior a R$ 25 milhões, valor importante no aquecimento da economia do município e da região.

A Termo AES Uruguaiana foi a primeira sina termelétrica a operar com gás natural no Brasil. A senadora Ana Amélia destacou a importância de o Ministério de Minas e Energia de autorizar a retomada da importação do gás natural da Argentina.

— O Rio Grande do Sul anseia por boas notícias. Esta decisão significa a possibilidade de novos tempos para a população da Fronteira Oeste e da Metade Sul, regiões que carecem de novos investimentos — avaliou a parlamentar gaúcha.

Segundo o deputado Frederico Antunes (PP), que é o presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Retomada da Termo AES Uruguaiana, o Grupo AES ainda precisar cumprir alguns trâmites para definir uma data para retomar a produção. Ele ressalta que a Portaria nº 277 é importante para Uruguaiana e demais municípios da região atraírem investimentos.

— A portaria fixa um prazo de dois anos para a importação de gás. Com isso poderemos pensar a médio e longo prazo. Muitas autoridades e um grande número de entidades empresariais têm envidados esforços para fomentar o desenvolvimento capazes de gerar emprego, renda e desenvolvimento. E nesta missão, o quesito energia é fundamental — afirmou. 

Fonte: Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

11/12/2018
Senado aprova novo limite para compra de leite de pequenos agricultores
O Plenário aprovou emenda da Câmara dos Deputados ao projeto que estabelece um novo limite de aquisição de leite no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal (ECD 1/2018). Conforme o texto aprovado, o limite mínimo passa a…

05/12/2018
Aprovada urgência para projeto que garante compra mínima de leite de agricultores familiares
O Plenário vota na próxima terça-feira (11) o projeto que obriga o governo federal a realizar compras mínimas de leite produzido por agricultores familiares. O texto em pauta assegura a aquisição de pelo menos 35 litros por dia. O autor…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail