Mamografia pelo SUS deve ser garantida também a mulheres a partir dos 40 anos, cobra Ana Amélia

13/05/2015 - Saúde


Senadora criticou novamente portaria do Ministério da Saúde que restringiu prioridade de acesso ao exame para mulheres a partir dos 50 anos

Mamografia pelo SUS deve ser garantida também a mulheres a partir dos 40 anos, cobra Ana Amélia

Ao reforçar a importância da prevenção, a senadora Ana Amélia (PP-RS), protestou, mais uma vez, contra a portaria do Ministério da Saúde que restringe acesso à mamografia como exame de rotina no Sistema Único de Saúde (SUS) apenas às mulheres a partir dos 50 anos. Pela portaria, mulheres com até 49 anos só farão o exame pelo SUS se houver indicação médica em casos de dor, nódulos ou secreções no seio, ou se a mulher tiver histórico de câncer na família.

Ana Amélia considera errado deixar as mulheres com menos de 50 anos sem a garantia do exame, até porque a Lei nº 11.604, de 2008, prevê o acesso à mamografia nos hospitais públicos a partir dos 40 anos. A senadora quer que a lei seja aplicada, já que o câncer de mama é uma das doenças que mais matam mulheres no Brasil. Ela destacou dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, de que mais de 57 mil brasileiras serão diagnosticadas com câncer neste ano, sendo 14 mil na faixa dos 40 aos 49 anos de idade, exatamente no grupo que não têm garantia de acesso à mamografia.

— Outro estudo, sobre o exame da mamografia no Brasil, mostrou que o acesso a este exame preventivo ainda é baixo no país. Mesmo na população feminina na faixa 50 a 69 anos, o acesso à mamografia está aquém do necessário. A mamografia, é preciso enfatizar, é um exame que pode ser feito gratuitamente no SUS. Quando o câncer de mama é descoberto no início as chances de cura aumentam 95%. O tratamento da doença é longo e caro. Por que não prevenir?

Ana Amélia disse ainda que, segundo as associações médicas do país, existem aparelhos, técnicos e médicos suficientes no SUS para o exame de mamografia em todas as mulheres, já a partir dos 40 anos ou mais. A parlamentar gaúcha é autora de projeto de decreto legislativo (PDS 2/2014) para garantir que a portaria restritiva seja anulada. A matéria está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mamografia pelo SUS deve ser garantida também a mulheres a partir dos 40 anos, cobra Ana Amélia


Mais notícias:

15 de set
Foi concluído nesta sexta-feira (15) o 2º Encontro Nacional dos Conselhos de Medicina, promovido pelo CFM, na sede do Cremers, em Porto Alegre. Ao participar do painel de encerramento do evento, a senadora Ana Amélia (PP-RS) falou sobre…

14 de set
Distribuição de 'laringe eletrônica' pelo SUS é defendida em audiência na CAS
Pessoas acometidas por câncer de laringe que tiveram o órgão retirado e, consequentemente, perderam a fala, podem voltar a se comunicar de forma relativamente barata com um equipamento chamado “laringe eletrônica”. A distribuição gratuita do aparelho pelo Sistema Único de Saúde…

Relatório sobre PL da pesquisa clínica será apresentado em outubro na Câmara
O deputado Afonso Motta (PDT-RS) pretende apresentar na primeira semana de outubro seu relatório ao projeto de lei do Senado (PL 7082/17) que trata da pesquisa clínica com seres humanos. A intenção do parlamentar é encontrar consenso para alguns pontos do…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail