Mais duas CPIs devem começar a funcionar no segundo semestre

17/07/2015 - Geral


Ana Amélia é uma das autoras do requerimento para criação da CPI dos Fundos de Pensão e também assinou o documento relacionado à CPI do BNDES

Mais duas CPIs devem começar a funcionar no segundo semestre

Deverá ser instalada no começo de agosto, no Senado, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de irregularidades nos fundos de pensão. O pedido para essa CPI foi apresentado pelos senadores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Ana Amélia (PP-RS) e Cássio Cunha Lima (PSDB-PB).

Entre as entidades cujas contas poderão ser investigadas estão a Previ, dos funcionários do Banco do Brasil; a Petros, da Petrobras; a Funcef, da Caixa Econômica Federal; e o Postalis, dos Correios. Segundo a senadora Ana Amélia, o objetivo dessa CPI é de ampliar a transparência e reduzir as influências políticas, enraizadas na administração atual que, em vez de profissionalizar essas áreas técnicas, optou pelo aparelhamento partidário, revelando um enorme equívoco de gestão.

— A sociedade esperava essa decisão para determinar a instalação e o funcionamento da CPI. Os enormes prejuízos causados por aplicações de alto risco nos fundos de pensão de estatais precisam ser investigados para evitar que a poupança dos trabalhadores, aplicada na aposentadoria complementar,

seja dilapidada — avaliou Ana Amélia.

A parlamentar lembrou que, por causa de aplicações malfeitas, os prejuízos do fundo dos funcionários da Petrobras, por exemplo, superaram R$ 9 bilhões, no ano passado, segundo estimativas dos próprios participantes do Petros.

BNDES

Outra CPI que deverá ser instalada em agosto é para investigar denúncias de irregularidades no BNDES. O requerimento com 27 assinaturas, entre elas a da senadora Ana Amélia, foi protocolado pelo senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) e pede apuração de irregularidades nos empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para entidades privadas e a governos estrangeiros a partir de 2007.

Atualmente estão em funcionamento no Senado cinco comissões parlamentares de inquérito: de assassinato de jovens, do Carf, da CBF, das próteses, e do HSBC.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

25/01/2019
Em vídeo nas redes sociais, Ana Amélia se despede do Senado
A senadora gaúcha Ana Amélia (Progressistas) divulgou vídeo nesta sexta-feira (25) despedindo-se do mandato no Senado Federal. A partir de março a parlamentar assume a Secretaria Extraordinária de Assuntos Federativos e Internacionais do Rio Grande do Sul. No vídeo, Ana Amélia mostra o…

23/01/2019
Lei que destina recursos a programa de eficiência energética é sancionada
Foi aprovada Lei 13.280/2016, que reserva 20% dos recursos das empresas de energia elétrica destinados à eficiência energética para aplicação no Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). O programa promove a racionalização do consumo, por meio de…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail