Lideranças debatem com ministro da Saúde medidas para evitar prejuízos econômicos a municípios produtores de tabaco

11/10/2016 - Geral


Audiência, requerida pela senadora Ana Amélia, debateu importância social e econômica do setor

Ministro da Saúde recebe representantes do setor fumageiro

Em reunião com o ministro da Saúde Ricardo Barros, requerida pela senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta terça-feira (11), representantes do setor fumageiro, prefeitos e parlamentares gaúchos expuseram importância da produção de tabaco principalmente na região Sul do Brasil. O mote principal da reunião foi o impacto econômico gerado pela atividade, que chega a preencher mais de 40% da renda de alguns municípios

A senadora Ana Amélia (PP-RS) lembrou que como mais de 85% do tabaco brasileiro é exportado, a remuneração aos produtores é em dólar, e migrar para outrcultura traria prejuízos essetrabalhadoresA parlamentar disse ainda que o setor é altamente tributado, recurso esse que volta para que o estado faça investimentos. 

Os líderes do setor ainda expuseram que têm intenção de participar da 7ª Conferência das Partes (COP 7) da Convenção Quadro para Controle do Tabaco (CQCT), marcada para novembro na Índia. O assunto deve ser tratado em reunião com o ministro-chefe da Casa Civil Eliseu Padilha, marcada para  a próxima terça-feira. O ministro Ricardo Barros disse que irá acompanhar a decisão do governo. Quanto aos impactos da produção de tabaco na saúde dos produtores, o ministro adiantou que está sendo criado um banco de dados elencando quais as consequências de diversas atividades econômicas na saúde dos trabalhadores, para a partir de então buscar soluções. "Nós reconhecemos que o consumo de cigarros e a produção de tabacos são coisas diferentes", disse ainda o ministro. 

Além da senadora Ana Amélia participaram da reunião os deputados Alceu Moreira (PMDB) e Heitor Schuch (PT), a prefeita de Vera Cruz e presidente da Amprotabaco, Rosane Petry, vice-prefeita de Santa Cruz do Sul, Helena Hermany, prefeito de Venâncio Aires e presidente da Câmara Setorial do Tabaco, Airton Artus, prefeito de Dom Feliciano,Dalvi Soares, presidente do Sinditabaco,Iro Schunke, presidente da Afubra,Benício Werner, representante da Federação da Agricultura do Paraná, Mesaque Veres, e representante da Federação da Agricultura de Santa Catarina Francisco Eraldo Konkol.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

14 de dez
Senado aprova 'critério de simplicidade' em ações criminais
O Plenário aprovou nesta quinta-feira (14) o projeto de lei da Câmara (PLC)21/2016, que prevê o critério da simplicidade como orientador em ações de natureza criminal. A simplicidade pressupõe que os processos devem reunir materiais essenciais, adotando linguagem clara e acessível às partes. Para…

13 de dez
Senadora Ana Amélia recebeu 120 premiações em sete anos de mandato
Desde que assumiu o mandato no Senado, em fevereiro de 2011, após ter sido eleita com 3,4 milhões de votos dos gaúchos, no ano anterior, a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) recebeu cerca de 120 premiações e homenagens, desde medalhas, placas e troféus…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail