Lei da Mamografia Adaptada completa um ano em vigor

23/11/2017 - Saúde


Legislação prevê que rede pública esteja estruturada para realizar exames preventivos em mulheres com deficiência

Lei da Mamografia Adaptada completa um ano em vigor

Há exatamente um ano o governo federal sancionava a Lei 13.362/2016, que assegura às mulheres com deficiência condições especiais para a prevenção, a detecção e o tratamento dos cânceres de mama e de colo de útero no Sistema Único de Saúde (SUS). A legislação, de autoria da senadora Ana Amélia (Progressistas-RS), prevê que a rede pública esteja estruturada para realizar esses exames.

A mamografia, por exemplo, é como um raio X dos seios. Para fazer o exame, a mulher deve ficar parada enquanto as mamas são, uma a uma, comprimidas pelo mamógrafo. Incomoda? Sim, mas é, segundo a Sociedade Brasileira de Mamografia, o caminho mais seguro para a detecção precoce do câncer de mama.

Antes da norma entra em vigor, a falta de mamógrafos adaptados inviabilizava que mulheres com deficiência pudessem realizar o exame, uma vez que era difícil mantê-las em pé. A Lei garante às 8 milhões de brasileiras com deficiência acesso aos equipamentos adequados para suas condições físicas.

— É uma conquista relevante no combate à doença que é uma das principais causas de morte entre as mulheres no Brasil — disse a senadora Ana Amélia.

A parlamentar gaúcha lembrou que o câncer na mama é o mais frequente entre as mulheres e as com deficiência encontram dificuldades para fazer a mamografia, o exame mais eficiente na identificação da doença.

— É uma doença grave. Eu perdi uma irmã com câncer de mama. Outra irmã venceu essa doença. Então, não é apenas porque é a família, mas é porque essa Lei é uma Lei crucial.


Fonte: Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18 de jul
Dia Estadual de Luta Contra o Câncer de Mama completa 14 anos
No Rio Grande do Sul, há exatos 14 anos, 18 de julho virou Dia de Luta contra o Câncer de Mama, instituído pela Lei 12.126/2004. Em diversos municípios são promovidas ações de prevenção e combate a essa doença que…

11 de jul
Senado aprova projeto que cria a Política Nacional para Doenças Raras
Pessoas com doenças raras podem ter garantida em lei uma política de atenção do governo. Foi aprovado no Plenário do Senado, nesta quarta-feira (11), projeto que institui a Política Nacional para Doenças Raras no Sistema Único de Saúde (SUS). Como…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail