Indulto a condenados por corrupção vai contra o desejo da população, diz Ana Amélia

28/11/2018 - Geral


Pedido de vista no STF adiou a conclusão do julgamento que poderá prejudicar a Lava Jato

Indulto a condenados por corrupção vai contra o desejo da população, diz Ana Amélia

A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) manifestou em Plenário, nesta quarta-feira (28), preocupação com o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) da ação referente ao indulto de Natal de 2017, concedido pelo presidente da República, Michel Temer. O indulto beneficia presos considerados sem periculosidade que tenham cumprido 20% de suas penas.

Nesta sexta-feira um pedido de vista feito pelo ministro Fux adiou a conclusão do julgamento, embora já houvesse maioria à favor do indulto. O Plenário chegou a iniciar a discussão sobre a liminar que mantinha a suspensão determinada por Barroso, mas um novo pedido de vista, dessa vez do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, impediu a conclusão do julgamento. A derrubada da liminar poderia beneficiar 22 condenados em decorrência da Operação Lava Jato, segundo Ana Amélia. Ela destacou que qualquer decisão que permitisse isso, iria contra o sentimento da imensa maioria da população brasileira.

— Mas  se você estimula e premia o corrupto, premia quem pratica o crime do colarinho branco, você está indo na contramão daquilo que a sociedade quer, que é exatamente a punição exemplar e severa de quem roubou o dinheiro público, que falta para a saúde, para a segurança, para a educação — disse Ana Amélia.


Fonte: Assessoria de Imprensa


Delação premiada sob ameaça


Mais notícias:

25 de jan
Em vídeo nas redes sociais, Ana Amélia se despede do Senado
A senadora gaúcha Ana Amélia (Progressistas) divulgou vídeo nesta sexta-feira (25) despedindo-se do mandato no Senado Federal. A partir de março a parlamentar assume a Secretaria Extraordinária de Assuntos Federativos e Internacionais do Rio Grande do Sul. No vídeo, Ana Amélia mostra o…

23 de jan
Lei que destina recursos a programa de eficiência energética é sancionada
Foi aprovada Lei 13.280/2016, que reserva 20% dos recursos das empresas de energia elétrica destinados à eficiência energética para aplicação no Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). O programa promove a racionalização do consumo, por meio de…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail