Grupo Parlamentar Brasil-Argentina é instalado no Senado

7 de jun - Relações Exteriores


Senadores e deputados compõe o grupo

Grupo Parlamentar Brasil-Argentina é instalado no Senado

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado reativou, nesta quarta-feira (07), o Grupo Parlamentar Brasil-Argentina. O requerimento foi apresentado pela senadora Ana Amélia (PP-RS) por entender que é possível aumentar ainda mais a integração e reforçar a relação bilateral em vários setores.

O grupo parlamentar, que conta com a participação de deputados e senadores, estava desativado desde a nomeação do senador Aloysio Nunes (então presidente do grupo) como Ministro de Relações Exteriores. Durante a instalação do grupo o embaixador da Argentina no Brasil, Carlos Magariños, colocou a Embaixada à disposição dos parlamentares para obter informações e dados sobre o país vizinho. Magariños ressaltou ainda que Brasil e Argentina são a força motriz do Mercosul e a integração entre os dois países deixa o bloco ainda mais forte. Ana Amélia ressaltou que embora o Mercosul não tenha avançado tanto quanto se esperava, quando de sua criação há 30 anos, os resultados foram suficientes para mostrar que o projeto não deve ser abandonado.

Ana Amélia lembrou também a importância do trabalho do embaixador do Brasil na Argentina, Sérgio Danese, no intuito de aproximar os países. A presidência do Grupo Parlamentar será do senador Fernando Collor (PTC-AL). A deputada Bruna Furlan e a senadora Ana Amélia ocupam, respectivamente, 1ª e 2ª vice-presidência (PSDB-SP). 

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

15 de dez
Ana Amélia cumpre missão oficial a convite do governo japonês
Uma comitiva de sete parlamentares brasileiros visitou o Japão, de 9 a 16 de dezembro, com o intuito de aprofundar as relações com o país asiático e estabelecer um intercâmbio de informações com o alto escalão do governo japonês. A senadora Ana Amélia…

29 de nov
Brasil e Argentina defendem 'harmonia' para barreiras comerciais
As agências de vigilância sanitária do Brasil e da Argentina devem revisar de forma conjunta e harmônica as barreiras não tarifárias que dificultam o comércio entre os dois países. A opinião é de senadores, deputados e especialistas que participaram nesta quarta-feira…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail