"Governo brasileiro não pode fazer cortesia no Exterior com o dinheiro público", critica Ana Amélia

03/06/2015 - Economia


Parlamentar gaúcha é autora de projeto para obrigar que os empréstimos de recursos brasileiros a governos estrangeiros passem pela aprovação do Senado.

Ao ressaltar a importância da divulgação, ocorrida na terça-feira (2), de detalhes de 153 empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a exportação de serviços de engenharia, a senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou as vantagens oferecidas pela instituição na operação que envolve a construção do Porto de Mariel, em Cuba. A parlamentar abordou o assunto na tribuna, nesta quarta-feira (3).

  Ana Amélia lembrou que há anos o Congresso pede acesso a essas informações, até porque, cada vez mais, os brasileiros exigem esclarecimentos e transparência sobre o uso do dinheiro público, especialmente sobre os montantes aplicados em obras de infraestrutura  em outros países.

  — Sei que a política da boa vizinhança é necessária, mas em se tratando de recursos públicos, não posso concordar, sobretudo em momento de crise, que o nosso governo use o dinheiro do banco para fazer cortesia no exterior, seja para Cuba, Argentina, Bolívia, Venezuela, Angola, Moçambique ou qualquer outro país. Os  interesses do povo brasileiro precisam estar acima de qualquer cortesia. E a transparência é a melhor aliada da fiscalização e do combate à má gestão dos recursos públicos — afirmou a senadora.

  A parlamentar também destacou o projeto (PRS 2/2014), de sua autoria, para obrigar que os empréstimos de recursos brasileiros a governos estrangeiros passem pela aprovação do Senado. Atualmente, apenas os financiamentos com verbas do Orçamento da União estão sujeitos à análise do Senado Federal. A matéria está pronta para ser votada na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), sob a relatoria do senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

23 de mai
Irresponsabilidade da oposição penalizará 15 milhões de trabalhadores, alerta Ana Amélia
A promessa de líderes da oposição de que irão obstruir todas votações em protesto contra o governo penalizará 15 milhões de trabalhadores que ainda não efetuaram o saque das suas contas inativas do FGTS, alertou a senadora Ana Amélia (PP-RS)…

Governo vai analisar impactos da desoneração da folha no setor coureiro-calçadista
Em audiência, nesta terça-feira (23), o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, solicitou ao presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein, estudo sobre o impacto da desoneração da folha de pagamento no setor coureiro-calçadista. A…

19 de mai
Lei de recuperação fiscal dos estados é sancionada sem vetos
Foi sancionada nesta sexta-feira (19),  projeto que institui o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados e do Distrito Federal. O texto, uma reivindicação dos governadores, concede, na prática, uma moratória aos estados superendividados em troca de contrapartidas. A senadora Ana Amélia foi a…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail