Gestante poderá se afastar do local de trabalho sem perder adicional de insalubridade

14/04/2016 - Saúde


Na CAS, senadora Ana Amélia foi relatora ad hoc da matéria

Gestante poderá se afastar do local de trabalho sem perder adicional de insalubridade

As mulheres grávidas ou que estejam amamentando poderão ter o direito de se afastar dos locais ou atividades para as quais são contratadas, se forem insalubres, sem perder o adicional a que fazem jus para exercê-las. É o que prevê o Projeto de Lei da Câmara (PLC 76/2014) aprovado nesta quinta-feira (14) pelo Plenário do Senado. A proposta segue para sanção presidencial.

O projeto garante à trabalhadora o exercício de suas funções em local saudável durante esse período em especial. O texto é explícito quando exige a manutenção dos adicionais de insalubridade, mesmo se a trabalhadora estiver afastada do posto que pode colocar sua saúde em risco.

— É óbvio que seria muito fácil afastar a mulher das atividades insalubres, mas assim ela perderia os benefícios da atividade. O projeto cuida então de garantir todos os benefícios à mulher — assinalou a procuradora da mulher no Senado, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Antes do Plenário, o projeto foi aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A relatora ad hoc, senadora Ana Amélia (PP-RS), reforçou que é imprescindível não penitenciar a gestante e lactante em razão da maternidade. Ela também parabenizou o autor, deputado Sandes Junior (PP-GO).


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18 de ago
Hospital São Francisco de Assis, de Parobé, contará com apoio e emenda da senadora Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (PP-RS) esteve no começo da noite desta sexta-feira (18) no Hospital São Francisco de Assis, em Parobé, onde foi recebida pelos diretores João Schmitt e Tadeu Stringari. Referência em média complexidade…

16 de ago
Aprovada criação de programa de ajuda financeira a Santas Casas e hospitais filantrópicos
O Projeto de Lei 7606/17, do Senado, que cria o Programa de Financiamento Preferencial às Instituições Filantrópicas e Sem Fins Lucrativos (Pró-Santas Casas) no âmbito das instituições financeiras oficiais federais, foi aprovado nesta terça-feira (15) pela Câmara dos Deputados. A…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail