Frente Parlamentar Mista em Defesa da Energia Renovável é lançada no Congresso

14/10/2015 - Economia


Senadora Ana Amélia assumiu a vice-presidência, enquanto deputado federal Beto Rosado preside a Frente

Frente Parlamentar Mista em Defesa da Energia Renovável é lançada no Congresso

Foi lançada nesta quarta-feira (14), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Energia Renovável, que tem a senadora Ana Amélia (PP-RS) na vice-presidência e o deputado federal Beto Rosado (PP-RN) como presidente. O evento ocorreu no Salão Nobre e contou com a presença de senadores e deputados, além dos representantes das associações do setor energético.

De acordo com o deputado Beto Rosado, a Frente Parlamentar irá trabalhar para que o governo adote um programa mais agressivo de pesquisa e inovação tecnológica, pela desoneração de tributos das cadeias produtivas, para melhorar os sistemas de transmissão e escalonar os leilões de energia, estabilizando o mercado de fornecedores de insumos.

Ele também defendeu a atualização do atlas de ventos, a retomada do financiamento do setor de energias renováveis pelo Fundo do Desenvolvimento do Nordeste, através da SUDENE, e mais incentivos para o crescimento do mercado livre, oferecendo condições de financiamento semelhantes aos das compras governamentais.

Para a senadora Ana Amélia, a frente terá um papel decisivo na tramitação de propostas voltadas para o setor no Congresso.

- Nosso trabalho será o de implementar políticas, através de iniciativas da Câmara e do Senado, para que os resultados sejam em beneficio de um maior crescimento do país e do seu desenvolvimento sustentável - destacou a parlamentar gaúcha, ressaltando também a importância de investimentos na eficiência energética.

A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Energia Renovável tem a participação de 220 deputados e 13 senadores, além do apoio de oito associações do setor energético, entre elas, ABEEÓLICA, ABIAPE, ABIMAQ, ABRAGEL, ABRAVA, ABSOLAR, APINE E ÚNICA. Elas representam as fontes de energia eólica, solar, biomassa e de pequenas centrais hidrelétricas.

Fonte: Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

10 de jul
Má gestão dos governos petistas resulta em prejuízo para 220 mil trabalhadores e aposentados, lembra Ana Amélia
Até o fim do ano, 220 mil trabalhadores e aposentados das estatais terão descontos em seus salários ou benefícios sociais para arcar com o prejuízo da má gestão nos fundos de pensão nos governos petistas. A…

7 de jul
Setor público precisa de prioridades, planejamento e avaliação de resultados, diz Ana Amélia em congresso da Federasul
No Congresso da Federasul, na tarde desta sexta-feira (7), em Canela, no painel “Um Novo Brasil, Um Novo RS”, a senadora Ana Amélia destacou que um dos problemas mais graves do setor público é a falta…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail