Falta de diálogo do governo inviabiliza soluções às greves, critica Ana Amélia

12/11/2015 - Geral


Senadora relatou que, na quarta-feira, reunião de médicos peritos do INSS com ministro foi cancelada

Falta de diálogo do governo inviabiliza soluções às greves, critica Ana Amélia

A senadora Ana Amélia (PP-RS) manifestou, na tribuna, sua preocupação com as greves em todo o país e lamentou que a falta de diálogo do governo inviabilize a solução dessas paralisações.

Em relação aos médicos peritos do INSS, em greve há 68 dias, a senadora destacou que, na quarta-feira (11), uma audiência no Ministério do Trabalho e da Previdência foi cancelada. A reunião, da qual participariam a senadora, deputados e representantes da categoria, não foi realizada porque há uma comissão de negociação em andamento.

Ana Amélia leu nota da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) em que a entidade destaca não haver “justificativas para não ouvir as demandas da categoria”. A senadora enfatizou que, por causa dessa paralisação, milhares de pessoas não conseguem atendimento para receber auxílio-doença ou algum outro benefício previdenciário.

— Quem mais sofre com essa greve e com o radicalismo é a população, pois mais de 1 milhão de perícias médicas deixaram de ser feitas em todo o país desde o início desta greve. Além de prejudicar a rotina das pessoas, os constantes reagendamentos causados pela greve impactam negativamente nos gastos públicos. O atendimento, que antes da greve demorava dez dias, agora demora 40 dias ou mais — protestou a senadora.

Ana Amélia informou que os médicos peritos querem redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais, recomposição do quadro de peritos, aumento salarial de 27%  em três anos, e incorporação de benefícios aos salários. O governo, no entanto, propôs aumento de 21%, a ser pago em quatro anos, acrescentou a senadora.

Caminhoneiros

Quanto aos caminhoneiros, Ana Amélia criticou a medida provisória que encarece as multas aplicadas a quem interromper o trânsito em vias e até cassa a carteira de habilitação por 12 meses de quem organiza esses movimentos.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Falta de diálogo do governo inviabiliza soluções às greves, critica Ana Amélia


Mais notícias:

25 de jan
Em vídeo nas redes sociais, Ana Amélia se despede do Senado
A senadora gaúcha Ana Amélia (Progressistas) divulgou vídeo nesta sexta-feira (25) despedindo-se do mandato no Senado Federal. A partir de março a parlamentar assume a Secretaria Extraordinária de Assuntos Federativos e Internacionais do Rio Grande do Sul. No vídeo, Ana Amélia mostra o…

23 de jan
Lei que destina recursos a programa de eficiência energética é sancionada
Foi aprovada Lei 13.280/2016, que reserva 20% dos recursos das empresas de energia elétrica destinados à eficiência energética para aplicação no Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). O programa promove a racionalização do consumo, por meio de…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail