Estudo mostra que país poderia economizar R$ 52 bilhões nas perícias do INSS

30/11/2015 - Geral


Senadora Ana Amélia relatou dados recebidos da Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social

Estudo mostra que país poderia economizar R$ 52 bilhões nas perícias do INSS

Estudo da Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social mostra que o governo teria uma economia de R$ 52 bilhões por ano, caso as perícias médicas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) fossem mais eficientes. Os dados foram apresentados pela senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta segunda-feira (30), na tribuna do Senado.

A parlamentar gaúcha enfatizou que o governo estaria gastando cerca de R$ 68 bilhões por ano no pagamento de benefícios sem perícia médica. Como lembrou Ana Amélia, os médicos peritos do INSS estão em greve há quase 90 dias, sem uma contraproposta do governo para por fim à paralisação. Por causa da greve, milhares de pessoas não conseguem atendimento para receber o auxílio-doença ou outro benefício previdenciário.

— Quem mais sofre com a greve e com o radicalismo é a população, pois mais de um milhão de perícias médicas deixaram de ser feitas em todo o país desde o início da greve. Além de prejudicar  a rotina das pessoas, os constantes reagendamentos causados pela paralisação desse serviço público impactam nos cofres da União também — lamentou.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

9 de nov
“Criminosos que destruíram fazenda na Bahia têm que responder pelos 100 desempregados”, defende Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) leu nesta quinta-feira (9), no Plenário do Senado, uma carta que recebeu de Rogério Aranibar, funcionário do grupo Igarashi cuja planta, em Correntina, no Oeste da Bahia, foi destruída por criminosos…

8 de nov
Congresso derruba um veto de Temer e mantém outros três
O Congresso rejeitou nesta quarta-feira (8) o veto do presidente Michel Temer a uma lei que convalida incentivos concedidos a empresas pelos governos estaduais. Outros três vetos foram mantidos pelos parlamentares, e cinco serão votados em nova sessão conjunta, marcada para dia 22…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail