"Educação brasileira novamente vai pagar a conta dos cortes promovidos pelo governo", critica Ana Amélia

25/06/2015 - Educação


De 80 mil bolsas referentes a programa de formação de professores da educação básica, 70 mil serão suspensas

A senadora Ana Amélia criticou o governo por cortar 90% do orçamento de programas de formação de professores. Em pronunciamento nesta quarta-feira (25), a parlamentar disse que a Pátria Educadora está somente no discurso.

Segundo dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão do Ministério da Educação responsável pelo programa institucional de bolsa de iniciação à docência e pelo plano nacional de formação de professores da educação básica, das 80 mil bolsas disponíveis, 70 mil foram suspensas.

Para Ana Amélia, esses cortes comprometem a formação de professores e enfraquecem o compromisso do Programa Pátria Educadora anunciado pelo governo para o segundo mandato da presidente da República, Dilma Rousseff.

- A Capes precisaria, até o fim do ano, de no mínimo 378 milhões de reais. O caixa atual, porém, não passa de 84 milhões de reais. Com os cortes, vai faltar dinheiro para pagar essas bolsas e, mais uma vez, a educação brasileira pagará a conta da questão orçamentária atual — acrescentou a senadora.



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Cortes do governo afetam programa de formação de professores


Mais notícias:

17 de mai
Estudantes de Campinas visitam Brasília para conhecer o trabalho de senadores e deputados
Cerca de 60 alunos do 1º ano do Ensino Médio da Escola Comunitária de Campinas estiveram em Brasília nesta semana para conhecer de perto o trabalho dos parlamentares. A turma esteve com a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) na quinta-feira (17),…

15 de mai
Ministro da Educação confirma à senadora Ana Amélia que MEC irá recorrer da decisão sobre edital de medicina
Durante audiência na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado, nesta terça-feira (15), ao ser questionado pela senadora Ana Amélia (Progressistas-RS), o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva,…

Ministério confirma que espanhol poderá continuar no currículo escolar
A publicação da Lei 13.415/2017, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Comum Curricular, gerou preocupação nas cidades de fronteira do Brasil por tornar a língua inglesa idioma obrigatório a ser ensinado aos jovens brasileiros. No entanto, segundo o ministro da…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail