Dia Internacional do Cooperativismo é celebrado com ações em Porto Alegre

02/07/2016 - Geral


Senadora Ana Amélia participou do Dia do Cooperar, a convite do presidente da Ocergs/Sescoop, Vergilio Perius

Dia Internacional do Cooperativismo é celebrado com ações em Porto Alegre

Foi celebrado neste sábado (2) o Dia Internacional do Cooperativismo, sistema que, na opinião da senadora Ana Amélia (PP-RS) representa o capitalismo mais justo e solidário que temos no mundo.

Em Porto Alegre, no fim da manhã deste sábado, a parlamentar participou do Dia do Cooperar, a convite do presidente do Sistema Ocergs/Sescoop, Vergilio Perius. A programação do evento inclui shows e serviços gratuitos de saúde, educação e cidadania.

A senadora destacou a importância do sistema cooperativista na distribuição de renda e na qualidade de vida dos associados. No Rio Grande do Sul, são 440 cooperativas, com 2,7 milhões de associados e cerca de 60 mil empregos diretos. No país são cerca de 6,8 mil cooperativas, com mais de 13 milhões de cooperados e cerca de 350 mil empregos diretos no sistema.

No Senado, além de integrar a frente parlamentar que atua em defesa do setor, Ana Amélia é autora de propostas legislativas na área. A senadora é autora do PLS 40/2011, para autorizar o acesso dos bancos cooperativos aos recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), visando à concessão de crédito rural. A proposta já foi aprovada no Senado e atualmente tramita na Câmara dos Deputados. Ana Amélia também é autora do projeto (PLS 280/2014), para permitir a captação de recursos pelas cooperativas de crédito com os municípios, seus órgãos ou entidades e as empresas por eles controladas. 

Números do cooperativismo no RS

Conforme dados da Ocergs/Sescoop/RS, o cooperativismo gaúcho vive um momento muito bom. Em 2015, as cooperativas do Rio Grande do Sul apresentaram crescimento de 15,75% em relação ao ano anterior e registraram um faturamento de R$ 36,1 bilhões. O desenvolvimento do cooperativismo gaúcho se reflete no aumento dos seus ingressos, que nos últimos seis anos registrou uma expansão de 94,6%. Neste contexto de crescimento das cooperativas, destacam-se as atividades relacionadas aos ramos: Agropecuário com 11,6%; o Crédito com 33,8%; a Saúde com 18%; a Infraestrutura com 8,2% e o Transporte com 35,5%.

O setor de agronegócio cooperativista registrou um faturamento de R$ 22,1 bilhões em 2015, representando um aumento de 11,6% em relação ao ano anterior. O ramo Crédito registrou um faturamento de R$ 6,8 bilhões em 2015, valor que representa um crescimento de 33,8% em relação a 2014. 

As cooperativas de Crédito são responsáveis pela geração de R$ 805,5 milhões nas sobras antes das destinações, valor que indica uma expansão de 21,8% em relação a 2014, o que representa 61,2% do total. O indicador reforça a eficiência econômica das cooperativas gaúchas, que registraram em 2015 um crescimento de 33% nas sobras apuradas, atingindo o valor de R$ 1,3 bilhão.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

Hoje
Em artigo no jornal Correio Braziliense, Ana Amélia apresenta proposta para democratizar processo de escolha de ministros do STF
Em artigo publicado nesta sexta-feira (23), no jornal Correio Braziliense, a senadora Ana Amélia (PP-RS) destacou proposta que altera o processo de escolha dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A parlamentar…

22 de jun
O Brasil é uma nação sem consciência da sua própria grandeza e das riquezas presentes em seu território. A afirmação foi feita pelo comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, em audiência pública nesta quinta-feira (22) na Comissão…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail