Defesa da Medicina na Unijuí ganha força em reuniões com ministros e com vice-presidente Michel Temer

15/07/2015 - Educação


Apesar dos 58 anos de atuação no noroeste gaúcho, universidade foi preterida por instituição de outro Estado

Defesa da Medicina na Unijuí ganha força em reuniões com ministros e com vice-presidente Michel Temer

A defesa para que a Unijuí seja a escolhida para oferecer o curso de Medicina em Ijuí, no Noroeste do Rio Grande do Sul, ganha força. Nesta quarta-feira (15), o reitor Martinho Luís Kelm participou de encontros com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, com o ministro da Saúde Artur Chioro, com o vice-presidente Michel Temer, e com o secretário executivo do Ministério da Educação, Luiz Claudio Costa.

O prefeito de Ijuí, Fioravante Ballin, o vice-prefeito, Ubirajara Teixeira, a senadora Ana Amélia (PP-RS), o chefe de gabinete da senadora, Marco Aurélio Ferreira, o deputado federal Darcísio Perondi (PMDB), e outros integrantes da Bancada Gaúcha participaram dos encontros durante todo o dia.

A primeira reunião ocorreu na Secretaria-Geral da Presidência, onde Kelm, Ballin e o chefe de gabinete da senadora Ana Amélia, Marco Aurélio Ferreira, destacaram o trabalho de 58 anos da Unijuí no noroeste gaúcho e reafirmaram que a universidade cumpriu todas as etapas solicitadas durante o processo.

No Ministério da Saúde, em encontro com o ministro Artur Chioro, o grupo esteve acompanhado por deputados federais gaúchos e também pelo chefe de gabinete da reitoria da Unisinos, Carlos Alberto de Oliveira Cruz, que reivindica a instalação de curso de Medicina em São Leopoldo, mas a cidade não recebeu aval do MEC no anúncio feito na última sexta-feira. Ao ministro, foi destacado o impacto da decisão para a comunidade de Ijuí, pois a instituição escolhida não possui unidade na região, enquanto a Unijuí tem trabalho voltado ao desenvolvimento regional.

No fim da manhã, o vice-presidente Michel Temer recebeu a comitiva de Ijuí e a bancada gaúcha. Depois de ouvir o relato da situação, Temer pediu que fosse enviado todo o material para seu gabinete, para que pudesse dar encaminhamento ao pedido. O ministro da Secretaria da Aviação Civil, o gaúcho Eliseu Padilha, também participou desse encontro, realizado no 26º andar da Câmara dos Deputados.

“Argumentos são sólidos”, diz secretário executivo do MEC

No começo da tarde, a senadora Ana Amélia acompanhou as lideranças da Unijuí e da Unisinos e os representantes de Ijuí e São Leopoldo em audiência com o secretário executivo do Ministério da Educação (MEC), Luiz Claudio Costa. No encontro, mais uma vez foram apresentados os argumentos em defesa das duas instituições comunitárias, como a forte ligação com a comunidade regional, o trabalho já realizado em parceria com outras entidades e hospitais na área da saúde e a infraestrutura adequada disponibilizada pelas universidades. Também foram questionados os critérios utilizados na avaliação do MEC.

As universidades terão até o próximo dia 22 para apresentarem os recursos. Na reunião, o ministro garantiu que os argumentos poderão ser apresentados em documento sem limite de caracteres, descartando uma das preocupações do reitor da Unijuí referente ao limite de mil caracteres.

— Nós temos algo a mostrar, temos uma história, um conceito 4 na avaliação do MEC, já temos residência, temos vários cursos na área da saúde, temos capacidade de investimento com recursos próprios e nosso projeto não foi nem olhado — disse o reitor da Unijuí na audiência.

O ministro, por sua vez, disse que tem enorme apreço pelas universidades comunitárias, que desempenham importante serviço para o país, e que a região Sul é berço disso. Acrescentou que não há o que discutir em termos de qualidade das universidades, que os argumentos são sólidos e que o MEC não tem compromisso com o erro, ao referir-se à avaliação. A decisão após a análise do recurso está prevista para ser anunciada dia 28 de agosto.

Grande parte da bancada gaúcha participou da agenda em defesa da Unijuí nesta quarta-feira. Os senadores Ana Amélia (PP) e Lasier Martins (PDT); os deputados Darcísio Perondi (PMDB), Jerônimo Goergen (PP), Afonso Hamm (PP), Osmar Terra (PMDB), Pompeo de Mattos (PDT), Luis Carlos Heinze (PP), Giovani Cherini (PDT), Elvino Bohn Gass (PT), Dionilso Marcon (PT), Carlos Gomes (PRB), Maria do Rosário (PT), José Stédile (PSB), Mauro Pereira (PMDB) e Alceu Moreira (PMDB); e o deputado estadual Gerson Borba (PP).

Defesa da Medicina na Unijuí ganha força em reuniões com ministros e com vice-presidente Michel Temer


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia quer explicações do MEC sobre a escolha da instituição para curso de medicina em Ijuí


Mais notícias:

23 de jun
Edital do curso de medicina em Ijuí será publicado na próxima semana
O secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do MEC, Henrique Sartori, ligou para a senadora Ana Amélia (PP-RS) nesta sexta-feira (23) à tarde, a pedido do ministro Mendonça Filho, informando que na próxima semana será assinado e publicado…

20 de jun
Comissão aprova relatório favorável à MP dos recursos para a educação
A comissão mista que analisa a Medida Provisória 773/2017 aprovou, nesta terça-feira (20), relatório de autoria do deputado Gabriel Guimarães (PT-MG) favorável à matéria. A MP autoriza estados, Distrito Federal e municípios que não cumpriram o limite constitucional de gastos com educação…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail