Decisão do Tribunal de Contas da União mostra independência das instituições brasileiras, afirma Ana Amélia

08/10/2015 - Geral


Senadora destacou que intenção do governo de destituir relator tinha objetivo de adiar votação

Decisão do Tribunal de Contas da União mostra independência das instituições brasileiras, afirma Ana Amélia

Na tribuna, nesta quinta-feira, a senadora Ana Amélia (PP-RS) afirmou que a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de rejeitar, por unanimidade, as contas de 2014 do governo da presidente Dilma Rousseff mostra que as instituições estão em pleno funcionamento e que o regime democrático está consolidado no país. O parecer do Tribunal foi encaminhado ao Senado nesta sexta-feira (9), para análise do Congresso.

— A rejeição das contas da presidente Dilma Rousseff, no Tribunal de Contas da União, por 8 a 0, e a negativa do Supremo Tribunal Federal em suspender o julgamento do TCU, como queria o governo, mostram que nossas instituições estão funcionando com independência, equilíbrio e responsabilidade — declarou.

Na segunda-feira (5), Ana Amélia destacou na tribuna que o pedido do governo pelo afastamento do ministro Augusto Nardes da relatoria das contas tinha objetivo de adiar a votação do TCU. A senadora ressaltou que o Tribunal apenas faz a perícia das contas para verificar se estão corretas ou não, e que a decisão final é do Congresso Nacional.

No domingo (4), os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, do Planejamento, Nelson Barbosa, e o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, em entrevista coletiva, criticaram as declarações antecipadas de Nardes sobre o voto. O Palácio do Planalto também tentou, no STF, suspender o julgamento enquanto a suspeição fosse avaliada. O ministro Luiz Fux, no entanto, negou o pedido e manteve o julgamento.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18 de ago
Em Nova Hartz, Ana Amélia recebe demandas do setor calçadista
Em roteiro no Vale dos Sinos nesta sexta-feira (18), a senadora Ana Amélia (PP-RS), esteve reunida em Nova Hartz com o prefeito, Flavio Jost, e representantes do setor calçadista que apresentaram os principais desafios enfrentados para empreender. A mais insistente demanda é que…

16 de ago
TRE-RS conclui estudo sobre o impacto do rezoneamento eleitoral no estado
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS), desembargador Carlos Marchionatti, comunicou à senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta quarta-feira (16), que foi concluído memorial detalhando como o rezoneamento previsto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prejudicará os eleitores gaúchos…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail