Decisão do STF poderá estimular impunidade e enfraquecer a Lava Jato, critica senadora

23/03/2018 - Geral


Suprema Corte concedeu liminar impedindo a prisão e adiou julgamento de habeas corpus apresentado pela defesa de Lula

Decisão do STF poderá estimular impunidade e enfraquecer a Lava Jato, critica senadora

A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) disse que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de conceder liminar impedindo a prisão de Lula antes do dia 4 e o adiamento da votação sobre o habeas corpus apresentado pela defesa do ex-presidente frustraram e decepcionaram os brasileiros que acreditam na Lava Jato.

- A sociedade esperava uma decisão isenta do STF no combate à impunidade, sem abrir exceções na lei para privilegiar qualquer réu – observou.

Ana Amélia alertou para a responsabilidade que recai sobre os ministros da Suprema Corte no julgamento que foi adiado desta quinta-feira (22) para o dia 4 de abril, impedindo que, até lá, Lula seja preso, mesmo com a última etapa do processo no TRF-4, em segunda instância, marcada para a próxima segunda-feira (26).

Há menos de um ano e meio o próprio STF autorizou a prisão após a condenação em segunda instância, mas poderá rever essa decisão a partir do caso envolvendo o ex-presidente.

- Ninguém é maior nem menor que a lei, que deve valer para todos, sem excepcionalidade. Em vez de acabar, o STF poderá estimular a impunidade e comprometer seriamente o futuro da Lava Jato – acrescentou Ana Amélia, sobre a possibilidade de alteração desse entendimento. 


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Votação no STF aumentou frustração dos brasileiros ante riscos de enfraquecer a Lava Jato


Mais notícias:

25 de jan
Em vídeo nas redes sociais, Ana Amélia se despede do Senado
A senadora gaúcha Ana Amélia (Progressistas) divulgou vídeo nesta sexta-feira (25) despedindo-se do mandato no Senado Federal. A partir de março a parlamentar assume a Secretaria Extraordinária de Assuntos Federativos e Internacionais do Rio Grande do Sul. No vídeo, Ana Amélia mostra o…

23 de jan
Lei que destina recursos a programa de eficiência energética é sancionada
Foi aprovada Lei 13.280/2016, que reserva 20% dos recursos das empresas de energia elétrica destinados à eficiência energética para aplicação no Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). O programa promove a racionalização do consumo, por meio de…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail