Decisão do STF não pode enfraquecer rigoroso combate da Lava-Jato à corrução, avalia senadora

24/09/2015 - Geral


Ana Amélia afirmou que o trabalho competente das equipes que investigam denúncias na Lava-Jato é esperança dos brasileiros que clamam por justiça, ao comentar decisão da Suprema Corte

Decisão do STF não pode enfraquecer esse rigoroso combate à corrução no país, avalia senadora

O trabalho competente das equipes que investigam denúncias na Operação Lava-Jato e o desempenho exemplar do juiz Sérgio Moro são a esperança dos brasileiros que clamam por justiça. A colocação foi feita pela senadora Ana Amélia (PP-RS) ao comentar a decisão do Supremo Tribunal Federal de fatiar o inquérito da Operação, nesta quarta-feira (23).

— A decisão do STF, de desmembrar parte do inquérito, não pode enfraquecer esse rigoroso combate à corrupção no país — completou a senadora gaúcha.

Na decisão, os ministros concluíram que uma das investigações não tem relação com o esquema de fraudes na Petrobras. A decisão, conforme informou a imprensa, abre caminho para a possibilidade de o juiz Sérgio Moro perder o comando de processos de outros casos que não têm ligação direta com os desvios na Petrobras. O caso foi relatado pelo ministro Dias Toffoli.

O ministro do STF, Gilmar Mendes, conforme noticiou o jornal O Globo, foi contra. Disse que a divisão pode enfraquecer as investigações que vêm sendo conduzidas há muito tempo pelo juiz Sérgio Moro, com a ajuda de centenas de funcionários:

— Pode mandar para a Vara de Cabrobó. Não terá o mesmo apoio. E sem falar na perda do fio da meada e do conhecimento acumulado com o desenrolar das investigações — afirmou o ministro.

O Globo informou ainda que “os investigadores temem que a decisão prejudique as investigações sobre políticos e operadores e também que a força-tarefa criada para trabalhar na Lava Jato fique fora de outras investigações relacionadas a outras empresas, como a Eletrobrás”.

Decisão do STF não pode enfraquecer esse rigoroso combate à corrução no país, avalia senadora



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

9 de nov
“Criminosos que destruíram fazenda na Bahia têm que responder pelos 100 desempregados”, defende Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) leu nesta quinta-feira (9), no Plenário do Senado, uma carta que recebeu de Rogério Aranibar, funcionário do grupo Igarashi cuja planta, em Correntina, no Oeste da Bahia, foi destruída por criminosos…

8 de nov
Congresso derruba um veto de Temer e mantém outros três
O Congresso rejeitou nesta quarta-feira (8) o veto do presidente Michel Temer a uma lei que convalida incentivos concedidos a empresas pelos governos estaduais. Outros três vetos foram mantidos pelos parlamentares, e cinco serão votados em nova sessão conjunta, marcada para dia 22…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail