Debate da Comissão de Agricultura em Chapecó destaca trabalho de Santa Catarina na defesa agropecuária

13/11/2015 - Agricultura


Audiência da CRA, presidida pela senadora Ana Amélia, foi realizada nesta sexta-feira (13)

Debate da Comissão de Agricultura em Chapecó destaca trabalho de Santa Catarina na defesa agropecuária

O exemplo do trabalho de defesa agropecuária do estado de Santa Catarina e as ações necessárias para manter esse padrão foram destacados durante a audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado, em Chapecó, nesta sexta-feira (13). O debate, presidido pela senadora Ana Amélia (PP-RS), foi solicitado pelo senador Dário Berger (PMDB-SC).

Ana Amélia enfatizou que é necessário ter preocupação com a defesa agropecuária para garantir a segurança alimentar tanto dos consumidores pelo país quanto dos estrangeiros que compram os produtos brasileiros. O Brasil é o maior exportador de carne, consideradas todas as cadeias produtivas, sendo o líder nas vendas de frangos e suínos.

— Temos que nos preocupar com a defesa agropecuária para ter um conceito de qualidade. Só teremos isso investindo muito em defesa agropecuária — declarou a senadora.

A parlamentar gaúcha exaltou o exemplo de Santa Catarina, que é o único estado certificado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação. Ana Amélia lembrou números destacados na audiência de quinta-feira (12), no Senado, em que foi destacado que Santa Catarina tem 33 postos estaduais de fiscalização, enquanto o Mato Grosso, que tem o maior rebanho do país, conta com apenas seis postos estaduais.

Chapecó foi escolhida para sediar a audiência por ser considerada a capital do agronegócio de Santa Catarina. O debate foi realizado no auditório da Associação das Câmaras do Oeste de Santa Catarina (Acamosc), que lotou com a participação de parlamentares, dirigentes de órgãos estaduais e representantes de toda a cadeia do agronegócio do estado. Prefeitos do oeste catarinense e do norte do Rio Grande do Sul também acompanharam a reunião.

O debate desta sexta-feira foi o quarto sobre o tema defesa agropecuária, dentro da avaliação da Política de Defesa Agropecuária, sob a relatoria de Dário Berger. O senador pretende elaborar um amplo diagnóstico sobre o setor no Brasil, a partir do padrão de excelência de Santa Catarina, e apresentá-lo à comissão, na qual poderá ser transformado em projeto de lei.

O senador disse que é preciso discutir a participação do setor privado na complementação de ações desenvolvidas pelo setor público no campo da defesa agropecuária e do serviço de inspeção animal. Ele defendeu a implantação de um plano nacional de segurança alimentar e sanidade animal para o período 2016-2020, com base no modelo vigente em Santa Catarina.

— O agronegócio exerce papel fundamental e vital no desenvolvimento econômico do Brasil. Responde por 23% do PIB e por 40% de todas as exportações brasileiras. Não podemos ficar inertes, para que possamos continuar avançando nesse setor — afirmou.

Inspeção sanitária

Santa Catarina mantém 63 barreiras sanitárias em suas divisas e conta com aproximadamente mil pequenas indústrias com serviço de inspeção estadual e municipal. O secretário de Agricultura de Santa Catarina, Moacir Sopelsa, pediu mais investimentos na atividade:

— As empresas estão carentes de profissionais que possam estar à disposição dos produtores. É preciso mais laboratórios, mais técnicos. Estamos um pouco longe da realidade que precisamos criar para assegurar a produção que o país tem — afirmou.

Superintendente federal de Agricultura em Santa Catarina, Jacir Massi disse que o Ministério da Agricultura tem ajudado o estado a promover o desenvolvimento agrícola. Segundo ele, há 4.928 servidores envolvidos no processo de fiscalização agropecuária.

Já o diretor-executivo do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados, Ricardo Gouvêa, cobrou parceria de toda a cadeia produtiva para reforçar a inspeção sanitária, além de um sistema de defesa com recursos próprios.

Foi o 13º seminário do Ciclo de Palestras e Debates que a CRA está promovendo em todo país. Em quatro oportunidades a CRA esteve, neste ano, no Rio Grande do Sul, duas em Porto Alegre, uma em Esteio e uma em Não-Me-Toque.

Debate da Comissão de Agricultura em Chapecó destaca trabalho de Santa Catarina na defesa agropecuária

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

11/12/2018
Senado aprova novo limite para compra de leite de pequenos agricultores
O Plenário aprovou emenda da Câmara dos Deputados ao projeto que estabelece um novo limite de aquisição de leite no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal (ECD 1/2018). Conforme o texto aprovado, o limite mínimo passa a…

05/12/2018
Aprovada urgência para projeto que garante compra mínima de leite de agricultores familiares
O Plenário vota na próxima terça-feira (11) o projeto que obriga o governo federal a realizar compras mínimas de leite produzido por agricultores familiares. O texto em pauta assegura a aquisição de pelo menos 35 litros por dia. O autor…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail