Debate da Comissão de Agricultura em Chapecó destaca trabalho de Santa Catarina na defesa agropecuária

13/11/2015 - Agricultura


Audiência da CRA, presidida pela senadora Ana Amélia, foi realizada nesta sexta-feira (13)

Debate da Comissão de Agricultura em Chapecó destaca trabalho de Santa Catarina na defesa agropecuária

O exemplo do trabalho de defesa agropecuária do estado de Santa Catarina e as ações necessárias para manter esse padrão foram destacados durante a audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado, em Chapecó, nesta sexta-feira (13). O debate, presidido pela senadora Ana Amélia (PP-RS), foi solicitado pelo senador Dário Berger (PMDB-SC).

Ana Amélia enfatizou que é necessário ter preocupação com a defesa agropecuária para garantir a segurança alimentar tanto dos consumidores pelo país quanto dos estrangeiros que compram os produtos brasileiros. O Brasil é o maior exportador de carne, consideradas todas as cadeias produtivas, sendo o líder nas vendas de frangos e suínos.

— Temos que nos preocupar com a defesa agropecuária para ter um conceito de qualidade. Só teremos isso investindo muito em defesa agropecuária — declarou a senadora.

A parlamentar gaúcha exaltou o exemplo de Santa Catarina, que é o único estado certificado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação. Ana Amélia lembrou números destacados na audiência de quinta-feira (12), no Senado, em que foi destacado que Santa Catarina tem 33 postos estaduais de fiscalização, enquanto o Mato Grosso, que tem o maior rebanho do país, conta com apenas seis postos estaduais.

Chapecó foi escolhida para sediar a audiência por ser considerada a capital do agronegócio de Santa Catarina. O debate foi realizado no auditório da Associação das Câmaras do Oeste de Santa Catarina (Acamosc), que lotou com a participação de parlamentares, dirigentes de órgãos estaduais e representantes de toda a cadeia do agronegócio do estado. Prefeitos do oeste catarinense e do norte do Rio Grande do Sul também acompanharam a reunião.

O debate desta sexta-feira foi o quarto sobre o tema defesa agropecuária, dentro da avaliação da Política de Defesa Agropecuária, sob a relatoria de Dário Berger. O senador pretende elaborar um amplo diagnóstico sobre o setor no Brasil, a partir do padrão de excelência de Santa Catarina, e apresentá-lo à comissão, na qual poderá ser transformado em projeto de lei.

O senador disse que é preciso discutir a participação do setor privado na complementação de ações desenvolvidas pelo setor público no campo da defesa agropecuária e do serviço de inspeção animal. Ele defendeu a implantação de um plano nacional de segurança alimentar e sanidade animal para o período 2016-2020, com base no modelo vigente em Santa Catarina.

— O agronegócio exerce papel fundamental e vital no desenvolvimento econômico do Brasil. Responde por 23% do PIB e por 40% de todas as exportações brasileiras. Não podemos ficar inertes, para que possamos continuar avançando nesse setor — afirmou.

Inspeção sanitária

Santa Catarina mantém 63 barreiras sanitárias em suas divisas e conta com aproximadamente mil pequenas indústrias com serviço de inspeção estadual e municipal. O secretário de Agricultura de Santa Catarina, Moacir Sopelsa, pediu mais investimentos na atividade:

— As empresas estão carentes de profissionais que possam estar à disposição dos produtores. É preciso mais laboratórios, mais técnicos. Estamos um pouco longe da realidade que precisamos criar para assegurar a produção que o país tem — afirmou.

Superintendente federal de Agricultura em Santa Catarina, Jacir Massi disse que o Ministério da Agricultura tem ajudado o estado a promover o desenvolvimento agrícola. Segundo ele, há 4.928 servidores envolvidos no processo de fiscalização agropecuária.

Já o diretor-executivo do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados, Ricardo Gouvêa, cobrou parceria de toda a cadeia produtiva para reforçar a inspeção sanitária, além de um sistema de defesa com recursos próprios.

Foi o 13º seminário do Ciclo de Palestras e Debates que a CRA está promovendo em todo país. Em quatro oportunidades a CRA esteve, neste ano, no Rio Grande do Sul, duas em Porto Alegre, uma em Esteio e uma em Não-Me-Toque.

Debate da Comissão de Agricultura em Chapecó destaca trabalho de Santa Catarina na defesa agropecuária

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

19 de abr
 Agricutura familiar estará no Censo Agropecuário, diz presidente do IBGE
A agricultura familiar não ficará fora do Censo Agropecuário 2017. A informação foi dada pelo presidente do IBGE, Paulo Rabello de Castro. Durante audiência na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, requerida pela senadora Ana Amélia (PP-RS), o presidente adiantou que serão…

11 de abr
Senado debate realização do Censo Agropecuário na próxima quarta-feira
O Censo Agropecuário 2018 será tema de debate na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) na próxima quarta-feira (19). A audiência pública, requerida pela senadora Ana Amélia (PP-RS), contará com a presença do presidente do IBGE, Paulo Rabello de Castro. Após…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail