Crise no RS é herança de uma gestão irresponsável, avalia Ana Amélia

24/11/2016 - Economia


Rio Grande do Sul decretou estado de calamidade financeira

Crise no RS é herança de uma gestão irresponsável, avalia Ana Amélia

Ao comentar o decreto de estado de calamidade financeira do Rio Grande do Sul na tribuna, nesta terça-feira (22), a senadora Ana Amélia (PP-RS) disse que a decisão tomada pelo atual governador, José Ivo Sartori (PMDB), é o resultado de uma herança que recebeu de um governo que gastou irresponsavelmente e promoveu um déficit nas contas do Estado acima da média.

Ana Amélia citou que o governo anterior, de Tarso Genro (PT), recebeu o Estado com um superávit de R$ 142 milhões, mas entregou, quatro anos depois, com um déficit de R$ 4,4 bilhões. Além disso, realizou saques do caixa único e dos depósitos judiciais que totalizaram mais de R$ 7 bilhões. Os números apresentados pela parlamentar foram divulgados em matéria do jornal Zero Hora.

— Esses números deixam muito claro o que está acontecendo hoje no Rio Grande do Sul e a consequência dramática das finanças como a herança da irresponsabilidade fiscal de quem faz um saque de R$ 7 bilhões — disse a senadora.

A senadora acrescentou que gestão pública de qualidade e responsabilidade fiscal não podem ter ideologia, apenas competência e responsabilidade com o dinheiro público.

— Gastar muito não é gastar bem. Por isso, é preciso gastar com responsabilidade e investir com qualidade o dinheiro público — acrescentou.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Crise no RS é resultado da herança de irresponsabilidade do PT, diz Ana Amélia


Mais notícias:

20 de set
PEC da senadora pode servir como base no debate sobre compensação aos Estados em função da Lei Kandir
A PEC 22/2014, de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), que prevê a troca do pagamento da dívida dos Estados com os créditos fiscais das exportações, decorrentes da Lei Kandir, conta com o…

14 de set
Ana Amélia: aparelhamento político provocou estrago no patrimônio dos trabalhadores da Petrobras
Em discurso na tribuna nesta quarta-feira (13), a senadora Ana Amélia falou sobre o rombo no Petros, fundo de pensão dos funcionários e aposentados da Petrobras, que foi administrado pelo PT, de R$ 14 bilhões. — O aparelhamento político fez…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail