Crise no RS: Ana Amélia reforça posição contra aumento de impostos e critica malabarismos na gestão em anos anteriores

03/08/2015 - Economia


Na tribuna, senadora disse também que o Estado deve dar o exemplo, cortando gastos desnecessários

Ana Amélia reforça posição contra aumento de impostos e critica malabarismos na gestão em anos anteriores

Ao comentar o parcelamento dos salários dos servidores públicos e a crise financeira do Rio Grande do Sul, na tribuna, nesta segunda-feira (3), a senadora Ana Amélia (PP-RS) disse ser contra o aumento de impostos e destacou que para a sociedade gaúcha acreditar em qualquer política a ser adotada daqui para frente é preciso que o governo dê o exemplo, cortando gastos desnecessários. A parlamentar gaúcha também enfatizou que a sociedade espera protagonismo do atual governador neste momento difícil.

— É isso que se espera de um líder: que aponte caminhos, que mostre o rumo que o Estado vai tomar. Porque não tenho dúvida de que os gaúchos e as gaúchas estão, sim, dispostos a tirar o Estado do atoleiro em que está. Mas é preciso também que saibam que há um líder comandando esse processo — ressaltou Ana Amélia.

Nesta segunda-feira, em razão do parcelamento dos salários do funcionalismo, houve paralisação de serviços públicos, nas áreas da segurança pública e da educação, além de reflexos no transporte público e no atendimento bancário.

—As raízes desse caos estão na grave situação da dívida pública estadual e na má gestão das contas públicas. Sucessivos governadores viraram administradores de dívidas, fazendo malabarismos para conseguir tão somente garantir o custeio da máquina pública, lançando mão do saque total dos depósitos judiciais, de financiamento junto a organismos multilaterais, não para fazer investimentos, mas para pagar e garantir o custeio da máquina, como o pagamento dos servidores públicos — acrescentou.

Ana Amélia disse que o momento exige rigor na administração das contas públicas e com uma política transparente, de diálogo com a sociedade, com foco na responsabilidade fiscal e na boa governança. A senadora sugere que é preciso avaliar com a sociedade do que o Estado pode abrir mão, sem reduzir a qualidade dos serviços. A racionalização de toda a estrutura do Estado precisa ser analisada com a máxima urgência, na opinião da parlamentar. A progressista reforçou sua posição contra o aumento de impostos.

—No segundo turno das eleições, no ano passado, quando dei meu apoio, minha proposta foi de um Estado moderno e eficiente, sem aumento dos impostos. Foi a única e clara exigência que o PP do Rio Grande do Sul fez, pois a sociedade gaúcha não aguenta mais a carga tributária insuportável — completou.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia reforça posição contra aumento de impostos e critica malabarismos nas gestões no RS


Mais notícias:

17 de abr
Modernização das leis trabalhistas é tema de debate promovido pelas federações das indústrias dos estados do Sul
No painel que debateu a modernização das leis trabalhistas, no 1º Fórum Sul Brasileiro de Relações do Trabalho, nesta segunda-feira (17), a senadora Ana Amélia (PP-RS) defendeu o fim da contribuição sindical obrigatória para empresários e…

30 de mar
Sindicato apresenta estudo sobre impacto da correção das tabelas do Imposto de Renda na economia
Um estudo inédito realizado pelo Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis do Rio Grande do Sul (Sescon-RS) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) revela que, dos R$ 97 bilhões arrecadados pelo…

Ana Amélia pede agilidade na liberação de recursos do Proex
Em discurso na tribuna nesta quarta-feira (29), a senadora Ana Amélia (PP-RS) cobrou do governo mais agilidade em relação às operações do Programa de Financiamento às Exportações do Governo Federal (Proex). A morosidade nos processos tem prejudicado exportadores brasileiros, disse a parlamentar, lembrando…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail