CRA pode votar proposta que institui Política Nacional da Erva-Mate

31/08/2017 - Agricultura


Projeto contribuirá para elevar o padrão de qualidade e incentivar o comércio de erva-mate

CRA pode votar proposta que institui Política Nacional da Erva-Mate

Está em análise na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) o projeto que implementa a Política Nacional da Erva-Mate. O objetivo da proposta (PLC 72/2017) é fomentar a produção sustentável, elevar o padrão de qualidade e incentivar o comércio de erva-mate do Brasil. A relatoria da proposta é da senadora Ana Amélia. A expectativa é que o texto seja votado em 20 de setembro.

O projeto estabelece que a Política Nacional da Erva-Mate terá como princípios a sustentabilidade ambiental, econômica e social da cadeia produtiva; a articulação e a colaboração entre o setor privado e os entes públicos; o incentivo ao consumo e ao desenvolvimento de novos mercados, além da geração de empregos industriais.

O projeto ainda prevê a oferta de crédito especial e ações de apoio ao fortalecimento do mercado interno e externo, tanto para a erva como para seus derivados. Incentivo ao associativismo e cooperativismo, além de apoio à pesquisa tecnológica, também são diretrizes que constam da proposta. De acordo com o texto a ser analisado, o governo deverá ofertar assistência técnica e extensão rural de qualidade, especialmente para os agricultores familiares e para pequenos e médios produtores rurais.

A relatora da proposta, senadora Ana Amélia (PP-RS), observa que a produção de erva-mate está localizada, principalmente, nos estados da Região Sul: Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Eles respondem por mais de 99% da produção nacional. Ela também destaca que cerca de 180 mil produtores familiares vivem da produção da planta, que mantém em atividade cerca de 700 empresas beneficiadoras da matéria-prima.

Para Ana Amélia, o projeto traz ações que deverão fortalecer e impulsionar a atividade agrícola tradicional, “constituindo medida de estímulo à sustentabilidade socioeconômica das comunidades rurais”. A proposta, segundo a relatora, cumprirá seu objetivo de contribuir para fomentar a produção sustentável, elevar o padrão de qualidade e incentivar o comércio de erva-mate no Brasil.

Foto: Kátia Goretti Dias Vazzoller/Agência Senado


Fonte: Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

11 de dez
Senado aprova novo limite para compra de leite de pequenos agricultores
O Plenário aprovou emenda da Câmara dos Deputados ao projeto que estabelece um novo limite de aquisição de leite no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal (ECD 1/2018). Conforme o texto aprovado, o limite mínimo passa a…

5 de dez
Aprovada urgência para projeto que garante compra mínima de leite de agricultores familiares
O Plenário vota na próxima terça-feira (11) o projeto que obriga o governo federal a realizar compras mínimas de leite produzido por agricultores familiares. O texto em pauta assegura a aquisição de pelo menos 35 litros por dia. O autor…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail