Comissão de Relações Exteriores aprova voto de repúdio contra Venezuela presidir Mercosul

07/07/2016 - Relações Exteriores


Requerimento é de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS)

Comissão de Relações Exteriores aprova voto de preocupação contra Venezuela presidir Mercosul

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou nesta quinta-feira (7) voto de extrema preocupação diante da possibilidade da Venezuela assumir a presidência “pre tempore” do Mercosul. O requerimento, de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), alerta para a persistência na violação aos direitos humanos naquele país e que “ tal situação geraria desgaste para o Mercosul, inclusive nas negociações com a União Europeia”.

— O presidente Nicolás Maduro já deu amplas demonstrações de que não governa democraticamente. Um governo que mantém presos políticos, persegue opositores, desrespeita o legislativo e tutela o poder judiciário não pode presidir o Mercosul— defende a parlamentar. 

Na semana passada, o ministro José Serra esteve em Montevidéu, ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com o objetivo de impedir a passagem da presidência que hoje está com o Uruguai e, pelo sistema de rodízio semestral, seria da Venezuela em julho. 

O Paraguai já havia se posicionado contra presidência por parte de Caracas e pede a expulsão da Venezuela do Mercosul. A base para o pedido está no Protocolo de Ushuaia, que prevê essa sanção para os casos de ruptura da ordem democrática. 

Já o chanceler uruguaio, Nin Novoa, entende que não há tal ruptura, e diz que não irá estender a presidência do país no Mercosul. O também uruguaio Luís Almagro, secretário-geral da OEA, apresentou recentemente relatório onde descreve em detalhes as violações aos direitos humanos e aos princípios democráticos por parte do Governo Maduro. 

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


CRE aprova voto de repúdio contra Venezuela presidir Mercosul


Mais notícias:

6 de abr
Acordo internacional sobre o Aquífero Guarani avança no Senado Federal
A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou, nesta quinta-feira (6), o Acordo sobre o Aquífero Guarani, firmado entre o Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai em 2010. Para entrar em vigor, o texto precisa ser ratificado pelos parlamentos dos quatro países. A próxima…

31 de mar
Governadores da Argentina e do Sul do Brasil realizam encontro em Porto Alegre
Governadores brasileiros e argentinos assinaram, nesta sexta-feira (31) a Carta de Porto Alegre, com estratégias definidas para ampliar o desenvolvimento social, econômico e comercial entre os dois países, intensificando o processo de integração regional. A abertura da Reunião…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail