CDH aprova Ato Nacional dos Direitos das Vítimas de Crimes

09/11/2016 - Geral


Senadora Ana Amélia foi relatora da proposta de autoria do senador Ricardo Ferraço

CDH aprova Ato Nacional dos Direitos das Vítimas de Crimes

Proposta que cria o Ato Nacional dos Direitos das Vítimas de Crimes, para ampliar as garantias jurídicas das pessoas vitimadas por crimes, foi aprovado nesta quarta-feira (9) na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). A senadora Ana Amélia (PP-RS) foi a relatora da proposta e apresentou parecer favorável.

O autor do projeto (PLS 65/2016), senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), argumenta que sua iniciativa é apresentada num contexto de ampliação dos direitos sociais e tem o propósito de evitar a letargia do Estado em relação aos direitos das vítimas de crimes. Ele destaca que o campo de proteção a estas pessoas não vem recebendo reconhecimento e valorização suficientes, o que, segundo entende, provoca a desassistência de famílias justamente no momento em que mais necessitam de amparo.

A proposta, ressaltou Ferraço, resultou de um grupo de trabalho formado por promotores, procuradores e juízes de direito, preocupados em suprir essa lacuna na legislação.

Para a senadora Ana Amélia, o projeto é coerente com a Declaração dos Princípios Básicos de Justiça Relativos às Vítimas da Criminalidade e de Abuso de Poder, adotada pela Assembleia-Geral das Nações Unidas por meio da Resolução 40/34, de 29 de novembro de 1985.

— Ademais, o PLS não substitui nem derroga as proteções vigentes. Seu objetivo, ao contrário, é o de ampliar, detalhar e explicitar as garantias necessárias à reparação dos danos sofridos pelas vítimas da violência — afirmou Ana Amélia, em seu voto favorável.

Decisão final da matéria caberá à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

CDH aprova Ato Nacional dos Direitos das Vítimas de Crimes



Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

14 de dez
Senado aprova 'critério de simplicidade' em ações criminais
O Plenário aprovou nesta quinta-feira (14) o projeto de lei da Câmara (PLC)21/2016, que prevê o critério da simplicidade como orientador em ações de natureza criminal. A simplicidade pressupõe que os processos devem reunir materiais essenciais, adotando linguagem clara e acessível às partes. Para…

13 de dez
Senadora Ana Amélia recebeu 120 premiações em sete anos de mandato
Desde que assumiu o mandato no Senado, em fevereiro de 2011, após ter sido eleita com 3,4 milhões de votos dos gaúchos, no ano anterior, a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) recebeu cerca de 120 premiações e homenagens, desde medalhas, placas e troféus…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail